Diferenças entre edições de "Corpo negro"

275 bytes adicionados ,  21h40min de 8 de agosto de 2015
Reinserida figura que havia sido removida sem justificativa
(No texto, alguém dizia que a wikipédia era falha, e que não era confiável. Assim como existem pessoas que avacalham, também existem as que ajudam. Eu então, o retirei.)
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
(Reinserida figura que havia sido removida sem justificativa)
[[File:Corpo negro.svg|thumb|À medida que a temperatura diminui, o pico da curva da radiação de um corpo negro se desloca para menores intensidades e maiores comprimentos de onda. O gráfico de emissão de radiação de um corpo negro também é comparado com o modelo clássico de Rayleigh e Jeans.]]
Na [[Física]], um '''corpo negro''' é aquele que absorve toda a [[radiação eletromagnética]] que nele incide: nenhuma luz o atravessa (somente em casos específicos) nem é refletida. Um corpo com essa propriedade, em princípio, não pode ser visto<ref name =" um"> {{Citar livro
|nome= Kepler e Maria de Fátima
|sobrenome= Oliveira e Saraiva
|editora= Livraria da Física.
|ano= 2004
|isbn=85-88325-23-3}}</ref>, daí o nome '''corpo negro'''. Apesar do nome, corpos negros produzem [[radiação]], o que permite determinar qual a sua temperatura. Em equilíbrio termodinâmico, ou seja, à temperatura constante, um corpo negro ideal irradia energia na mesma taxa que a absorve <ref name =" um"> </ref>, sendo essa uma das propriedades que o tornam uma fonte ideal de [[radiação térmica]]<ref name =" dois">{{Citar livro
|nome= Robert e Robert
|sobrenome=Eisberg e Resnick
|editora= Elsevier
|ano= 1979
|isbn= 85-700-1309-4 }}</ref>. Na natureza não existem corpos negros perfeitos, já que nenhum objeto consegue ter absorção e emissão perfeitas.
 
Independente da sua composição, verifica-se que todos os corpos negros à mesma temperatura T emitem radiação térmica com mesmo espectro. De mesmo modo, todos os corpos, com temperatura acima do zero absoluto, emitem radiação térmica. Conforme a temperatura da fonte luminosa aumenta, o espectro de corpo negro apresenta picos de emissão em menores comprimentos de onda, partindo das [[ondas de rádio]], passando pelas [[microondas]], [[infravermelho]], [[luz visível]], [[ultravioleta]], [[raios x]] e [[radiação gama]]. Em temperatura ambiente (cerca de 300K), corpos negros emitem na região do [[infravermelho]] do espectro. À medida que a temperatura aumenta algumas centenas de [[graus Celsius]], corpos negros começam a emitir radiação em comprimentos de onda visíveis ao olho humano (compreendidos entre 380 a 780 nanômetros). A cor com maior comprimento de onda é o vermelho, e as cores seguem como no [[arco-íris]], até o violeta, com o menor comprimento de onda do espectro visível.
 
==Lei de Stefan ou Lei de Stefan-Boltzmann==
 
Nos seus estudos da radiação de corpo negro [[Josef Stefan]] chegou a seguinte função<ref name= seis>{{citar livro
|nome=Paul A. e Ralph A. |sobrenome= Tipler e Llewellyn |título= Física Moderna |editora= LTC |ano= 2006 |isbn=978-85-216-1274-2 }} </ref>
 
==Lei de deslocamento de Wien==
[[ficheiroImagem: Wiens law.svg|thumb|FiguraO 2:gráfico É possível observar no gráficomostra o deslocamento dos picos de emissão do corpo negro,; o produto da temperatura pelo comprimento de onda máximo se mantém constante com valor 2,898 x 10<sup>-3</sup> m.K]]
 
[[ficheiro: Wiens law.svg|thumb|Figura 2: É possível observar no gráfico o deslocamento dos picos de emissão do corpo negro, o produto da temperatura pelo comprimento de onda máximo se mantém constante com valor 2,898 x 10<sup>-3</sup> m.K]]
 
A [[emissão]] de [[radiação]] do corpo negro apresenta uma [[distribuição espectral]] que depende apenas da [[temperatura]] <math> T </math>. Seja <math> R \left (\lambda \right) d\left (\lambda \right) </math> a [[potência]] emitida por unidade de [[área]] compreendida entre <math> \lambda \ e\ \lambda + d\lambda </math>. A figura 2 mostra valores da [[distribuição espectral]] <math> R \left (\lambda \right) </math> em função de <math> \lambda_m </math> para muitos valores de <math> T </math> entre 3500K e 5500K.
<math> T\ </math> <span style="font-size:large;"> = [[Temperatura]] do corpo negro (K). </span>
 
[[FicheiroImagem:HRDiagram.png|thumb|Diagrama de Hertzsprung-Russell. As estrelas são classificadas por cor e luminosidade.|alt=Diagrama de Hertzsprung-Russell|esquerdadireita|x200px]]
 
==Exemplos de emissão de corpo negro==
 
As diferentes cores das [[estrelas]] são um bom exemplo de corpos com espectros de corpo negro. As estrelas mais avermelhadas, como [[Antares]] e [[Betelgeuse]], classificadas como tipo M no [[Diagrama de Hertzsprung-Russell]], têm as menores temperaturas superficiais, enquanto as estrelas mais azuladas, como [[Rigel]] e [[Sirius]], com classificação O ou B no diagrama H-R, têm temperaturas superficiais bem maiores.
Os materiais que, quando aquecidos, tornam-se incandescentes, também são bons exemplos de como a temperatura de um corpo interfere na sua emissão. Filamentos de lâmpadas incandescentes e uma barra de ferro aquecida são objetos presentes no cotidiano que emitem radiação em espectros próximos aos de corpos negros.