Abrir menu principal

Alterações

15 bytes removidos, 21h54min de 9 de agosto de 2015
m
peq. ajustes
{{Em tradução|tipo=artigo|:fr:Carcassonne|data=agosto de 2015}}
{{ver desambig|o jogo|Carcassonne (jogo de tabuleiro)}}
{{Em
{{Info/Comuna da França
|nome =Carcassona
NotaNT|
1=Os ''États de Languedoc'' eram assembleias do tipo dos [[Assembleia dos Estados Gerais|Estados Gerais]] para legislar sobre assuntos políticos da província de [[Languedoque]].
}}<!--36--> realizada em 1569, durante o auge das {{ilc|guerras religiosas|[[Guerras religiosas na EuropaFrança|Guerrasguerras da religião na Europa}}religiosas]] no grande refeitório dos [[Regra de Santo Agostinho|Agostinhos]] na cidade baixa de Carcassona, sob a presidência por ordem real de António&nbsp;II de Dax, {{ilc|bispo de Alet|Diocesde de Alet|lk=Alet-les-Bains}}. O texto ilustra bem as preocupações e debates que animavam as reuniões dos ''Estados'' e atestam que a cidade ainda conservava a sua importância política no Languedoque..
 
Pouco a pouco, a cidadela foi perdendo a sua importância, com a transferência de numerosas instituições para a cidade baixa em expansão. A riqueza devida ao comércio de tecidos permitiu embelezar a cidade. A manufatura de tecidos dos Saptes foi relançada em 1667 por [[Jean-Baptiste Colbert|Colbert]] para desenvolver a atividade iniciada pelos irmãos Saptes que se instalaram perto de [[Conques]] vindos de [[Tuchan]] no {{séc|XVI}} e depois em Carcassona, onde concentraram num só local todas as operações necessárias ao fabrico que tecidos, o que proporcionou uma grande prosperidade à fmília, cuja terceira geração abandonou a indústria para se dedicar à política.
Mais conhecida como "cidade baixa" (''ville basse''), é o centro de comércio e residencial de Carcassona. A criação de um [[burgo]] sumariamente fortificado foi autorizado pelo rei {{lknb|Luís|IX de França}} (São Luís) em 1247. A muralha que rodeava o burgo da qual apenas existem alguns vestígios, tinha {{fmtn|2.8|km}} de perímetro e foi construída entre 1355 e 1359, por ordem do {{ilc|conde de Armagnac||Condado de Armagnac}}.<!--110--> Em 1355 a cidade baixa foi saqueada pelo [[Eduardo, o Príncipe Negro|Príncipe Negro]]. Em 1539, a ''bastide'' foi modificada e adquiriu o aspeto atual.
 
A planta da cidade baixa, típica das ''bastides'' do sul de França, é em quadrícula, centrado na Praça Carnot, que ainda hoje é o local do mercado. As ruas estreitas cruzam-se em ângulo reto e vão de um lado ao outro da cidade. O traçado das ruas permitia aos defensores medievais percorrer sem obstáculos toda cidade a cavalo para defenderem as muralhas atacadas. No fim do {{séc|XVI}}, durante as {{ilc|guerras religiosas|[[Guerras religiosas na EuropaFrança|Guerrasguerras da religião na Europa}}religiosas]], as muralhas foram reforçadas com quatro [[baluarte|bastões]]: o de Saint-Martin, o do Calvário, o de Montmorency e o da Torre Grande ou dos Moinhos.<!--110--> A porta monumental dos Jacobinos é uma das quatro portas que se situavam nos pontos cardinais das muralhas da ''bastide''.
 
Atualmente a ''bastide'' é constituída por ruas onde está interdito o trânsito automóvel e onde há numerosas lojas. No verão é montado um palco na Praça Carnot para espetáculos gratuitos do Festival da Bastide.<!--111-->
{{Relação PM|nome=Carcassona|A cidade de|inclui o|Cidadela de Carcassonne{{!}}Cidade fortificada histórica de Carcassona|Carcassonne-vignes.jpg}}
{{Portal3|França}}
{{esboço-geofr}}
 
[[Categoria:Carcassonne| ]]