Diferenças entre edições de "Teoria atômica"

4 848 bytes removidos ,  18h25min de 11 de agosto de 2015
texto trocado por ' {{notas e referências}} Categoria:História da química {{Bom interwiki|en}} {{Bom interwiki|zh}}'
(datas foram organizadas)
(texto trocado por ' {{notas e referências}} Categoria:História da química {{Bom interwiki|en}} {{Bom interwiki|zh}}')
'''Teoria atômica''', em [[química]], é teoria que supõe que toda [[substância química]] é formada de unidades fundamentais chamadas [[átomo]]s.<ref name="williamson.p3">[[Alexander William Williamson]]; ''Chemistry, for students''; Clarendon Press, 1868, ''Introduction'' p.3 ([http://books.google.com.br/books?id=QQgFAAAAQAAJ&pg=PA3f=false Google e-Livro])</ref> Um átomo, de acordo com esta teoria, é uma partícula extremamente pequena, porém não é infinitamente pequena.<ref name="daubeny.p.2">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter I'', p.2 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA2 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref><ref group="Nota">Daubeny cita Dr. Thompson, segundo o qual uma partícula de chumbo não poderia ser maior do que <math>\frac{1}{383498000000000}\,</math> de uma polegada cúbica, o que daria cerca de {{formatnum:3000}} [[Ångström]]s, ou mil vezes o diâmetro do átomo de chumbo.</ref>
 
== Pesos relativos ==
A observação da formação de diversas substâncias, como [[água]], [[água oxigenada]], [[monóxido de carbono]], [[gás carbônico]], etc,<ref name="daubeny.p.36">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter II'', p.36 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA36 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref> mostrou que era possível definir pesos atômicos considerando-se que todos átomos tinham um peso atômico múltiplo do peso do hidrogênio. De acordo com Daubeny, os pesos atômicos dos átomos seriam:<ref name="daubeny.p.38">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter II'', p.38 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA38 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref><ref group="Nota">Daubeny cita, na p.59, [[Gay-Lussac]] que, com base na medida da densidade do oxigênio, propôs que seu peso atômico seria 16, e não 8.</ref>
: Hidrogênio ... 1
: Carbono ... 6
: Oxigênio ... 8
: Fósforo ... 12
: Azoto ... 14
: Enxofre ... 16
: Sódio ... 24
: Potássio ... 40
 
A exatidão destas proporções havia sido demonstrada, na época de Daubeny, até em uma parte em 300 a uma parte em 400. Um dos problemas não resolvidos por esta teoria era o peso atômico do [[cloro]], cujas medições indicavam o valor 35,43, bem distante do número inteiro 36 proposto por Thompson, e o peso do [[bromo]], de 78,26.<ref name="daubeny.p.39">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter II'', p.39 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA39 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
 
== Problemas para a teoria ==
A teoria, porém, tinha algumas falhas. Por exemplo, como existia uma combinação de 1:1 entre hidrogênio e oxigênio (formando água)<ref group="Nota">Pela tabela, o que se considera como um "átomo" de oxigênio, carbono ou enxofre é, na verdade, "meio átomo", ou seja, a proporção 1:1 entre H e O corresponde à H + 1/2 O, ou seja, H<sub>2</sub>O.</ref> e uma coombinação de 1:1 entre oxigênio e azoto (formando [[dióxido de nitrogênio]]), é suposto que haveria uma combinação de 1:1 entre hidrogênio e azoto, porém a única combinação observada era na proporção 3:1 (formando [[amônia]]). Em outros casos, em vez das combinações serem nas proporções 1 - 2 - 3 - etc, elas ocorriam nas proporções 1 - 1 1/2 - 2 - etc.<ref name="daubeny.p.42">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter II'', p.42 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA42 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
 
Daubeny propôs que estes compostos não existiam porque ainda não haviam sido descobertos; ele cita o caso das combinações entre enxofre e oxigênio, que só ocorriam nas proporções 1:2 e 1:3, respectivamente, no [[anidrido sulfuroso]] e no [[anidrido sulfúrico]] <ref group="Nota">Na notação moderna, Daubeny chama de ácido sulfuroso e ácido sulfúrico.</ref> até a descoberta do [[ácido hipossulfuroso]], com proporção 1:1.<ref name="daubeny.p.43">[[Charles Giles B. Daubeny]], ''Introduction to the atomic theory'' (1831), ''Chapter II'', p.43 [http://books.google.com.br/books?id=6vlMHfisQGgC&pg=PA43 <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
 
Para os químicos, a constituição dos átomos era desconhecida. Não se sabia se os átomos eram constituídos de partículas ainda menores, ou se eles eram realmente indivisíveis, pois o químico, da época, não podia quebrar o átomo. Mesmo assim, [[Alexander William Williamson]] não descartava a possibilidade de que os átomos pudessem, algum dia, serem divididos por processos desconhecidos na sua época.<ref name="williamson.p4">[[Alexander William Williamson]]; ''Chemistry, for students''; Clarendon Press, 1868, ''Introduction'', p.4</ref>
 
{{notas e referências}}
Utilizador anónimo