Abrir menu principal

Alterações

25 bytes removidos ,  19h09min de 12 de agosto de 2015
sem resumo de edição
A [[União Soviética]] foi o primeiro estado a objetivar a eliminação gradual da religião<ref name=Kowalewski>{{citar periódico| último=Kowalewski|primeiro=David| título="Protest for Religious Rights in the USSR: Characteristics and Consequences"|jornal=Russian Review|ano=1980|mes=October|volume=39|issue=4|pagina=426&ndash;441|url=http://www.jstor.org/stable/128810}}</ref> e sua substituição pelo [[ateísmo]] universal.<ref>{{citar livro| último=Ramet|primeiro=Sabrina Petra. (Ed)| título="Religious Policy in the Soviet Union"|ano=1993|editora =Cambridge University Press|pagina=4}}</ref><ref>{{citar livro| último=Anderson|first=John| título="Religion, State and Politics in the Soviet Union and Successor States"|ano=1994|editora=Cambridge University Press|local=Cambridge, England|ISBN=0-521-46784-5|pagina=3}}</ref> O regime [[comunista]] soviético confiscou propriedades religiosas, promoveu amplamente o ateísmo nas escolas, perseguiu crentes e investiu na ridicularização das religiões.<ref>{{citar web|url=http://www.loc.gov/exhibits/archives/anti.html | título="Anti-religious Campaigns" |editor=Loc.gov |acessodata=19 setembro 2011}}</ref> O confisco de bens religiosos apoiou-se principalmente em denúncias de acúmulo ilegal de riqueza.
 
A grande maioria da população do [[Império Russo]] era, na época da revolução, formada por crentes religiosos, enquanto que os revolucionários tinham como objetivo romper completamente com a crença religiosa e o poder das igrejas. Após a revolução, promoveu-se amplamente a ideia da oposição entre "ciência" e "superstição religiosa". Apesar da pratica individual e privada da religião ser permitida pela constituição soviética, religião ser permitida, A religião era considerada uma "ficção subjetiva" que não deveria ser permitida no espaço público. Os principais cultos religiosos persistiram e foram tolerados, porém desencorajados e colocados dentro de limites restritos.
[[Imagem:22-cathedral.jpg|thumb|left|250px|A [[Catedral de Cristo Salvador de Moscou]] antes de ser demolida pelas autoridades soviéticas em 1931 para a construção do [[Palácio dos Sovietes]]. O palácio nunca foi finalizado e a catedral foi reconstruída em 2000.]]
O [[Estado ateu|ateísmo de Estado]] da União Soviética era conhecido como ''gosateizm'',<ref name=Kowalewski/> e era [[Ateísmo Marxista-leninista|baseado na ideologia]] do [[marxismo-leninismo]]. Como o fundador do Estado soviético, [[Lênin]] declarou:
Utilizador anónimo