Diferenças entre edições de "Processo de Fischer-Tropsch"

21 bytes adicionados ,  22h08min de 19 de agosto de 2015
sem resumo de edição
'''Processo de Fischer-Tropsch''' ('''FT''') - é um processo químico para produção de [[hidrocarboneto]]s líquidos ([[gasolina]], [[querosene]], [[gasóleo]] e [[lubrificante]]s) a partir de [[gás de síntese]] ([[monóxido de carbono|CO]] e [[hidrogênio|H<sub>2</sub>]], ver: [[gasogênio]]). Desde a invenção do processo original de [[Franz Fischer]] e [[Hans Tropsch]], que trabalhava no [[Sociedade Kaiser Wilhelm|Instituto Kaiser Wilhelm]], em [[1920]], muitos refinamentos e ajustes foram feitos.
 
O termo "Fischer-Tropsch" agora se aplica a uma ampla variedade de processos semelhantes ("síntese Fischer-Tropsch" ou "química Fischer-Tropsch"). Fischer e Tropsch apresentaram certo número de [[patente]]s, como por exemplo, as patentes nos [[EUA]] de nº1.746.464, em [[1926]] e publicadas [[1930]]. O produto da síntese era comercializado na [[Alemanha]] em [[1936]]. Por ser um país pobre em [[petróleo]], mas rico em reservas de [[Carvão mineral|carvão]], a Alemanha usou o processo de Fischer-Tropsch durante a [[Segunda Guerra Mundial]] para produzir [[Combustível sintético|combustíveis sintéticos]] alternativos (em alemão: "ersatz" que quer dizer substituto). A produção FT representou 9% da produção de combustíveis estimada na guerra alemã e 25% de combustível para [[automóvel]] naquela época.
Utilizador anónimo