Diferenças entre edições de "U-161"

17 bytes adicionados ,  19h32min de 26 de agosto de 2015
Corrigi o modelo de aeronave que atacou o U-161, de PBY Catalina para o que na realidade foi, um Martin PBM Mariner (prefixo 74-P-2, o "Calamity Jane").
m
(Corrigi o modelo de aeronave que atacou o U-161, de PBY Catalina para o que na realidade foi, um Martin PBM Mariner (prefixo 74-P-2, o "Calamity Jane").)
 
== Histórico ==
O ''''Unterseeboot-161'''' foi lançado em [[1 de Março]] de [[1941]], comissionado em [[8 de Julho]] de 1941, e afundado em [[27 de Setembro]] de [[1943]], na costa baiana (12° 30' S; 35° 35' W), por um avião anfíbio [[Consolidated''Martin PBYPBM Catalina|CatalinaMariner'' (prefixo 74-P-2, o "Calamity Jane") PBY]], que decolara de [[Salvador (Bahia)|Salvador]] em missão de patrulhamento, sob o comando do Tenente-aviador Harry B. Patterson. A artilharia antiaérea do submarino conseguiu atingir o avião e ferir dois tripulantes, mas o submarino acabou atingido por cargas de profundidade e desapareceu sob as águas do [[Atlântico]] para sempre. Morreram todos os 53 tripulantes do [[U-boot]], comandado pelo Capitão-de-Corveta (póstumo) [[Albrecht Adolf Konrad Achilles]].
 
No dia anterior ao seu afundamento, o U-161 pôs a pique o navio ''[[Itas|Itapagé]]'', de nacionalidade brasileira, na costa alagoana. Neste mesmo dia, o ''Cisne Branco'' afundou próximo à praia da [[Canoa Quebrada]], após bater noutra embarcação, e foi durante muito tempo incluído na lista dos barcos postos a pique pelo submarino. Aliás, por longos anos, espalhou-se pela população brasileira que o torpedeamento dos mercantes nacionais teria sido obra de submarinos americanos, com o objetivo de forçar a entrada do Brasil na guerra contra o [[Potências do Eixo|Eixo]].
Utilizador anónimo