Diferenças entre edições de "Criticismo"

355 bytes removidos ,  18h51min de 5 de setembro de 2015
O nome estava errado o certo é Alberto Kant e o último paragrafo é fora de contexo
m (Foram revertidas as edições de 189.108.239.10 para a última revisão de Arthemius x, de 14h10min de 2 de julho de 2015 (UTC))
(O nome estava errado o certo é Alberto Kant e o último paragrafo é fora de contexo)
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
{{Portal-filosofia}}
 
''Criticismo'' representa em [[filosofia]] a posição metodológica própria do [[Kant| kantismo]]Alberto Kant. Caracteriza-se por considerar que a análise crítica da possibilidade, da origem, do valor, das leis e dos limites do [[conhecimento racional]] constituem-se no ponto de partida da reflexão filosófica.
Doutrina filosófica que tem como objeto o processo pelo qual se estrutura o conhecimento. Estabelecida pelo filósofo [[Alemanha|alemão]] [[Immanuel Kant]], a partir das críticas ao [[empirismo]] e ao [[racionalismo]].
 
 
Como sabemos o Dogmatismo, ele tem certeza pode conhecer. Ele tem a crença na possibilidade de conhecer, ele ussa os sentidos para solucionar o problema, ele usa a razão e busca de qualquer jeito a verdade. O dogmatismo critico: é possível conhecer, mas não de maneira trivial. Crê que a razão e os sentidos podem ser enganosos. Porém, o homem pode superar a ilusão e encontrar a verdade. O dogmatismo ingênio: Acredita que vê, percebe, as coisas (o fenômeno) como são.
 
O ceticismo, ele não tem certeza suspende o juízo, nele não a conhecimento, duvida da crença dos sentidos, duvida da razão, suspensão do juízo. Ceticismo Subjetivista: faz a relação entre o "sujeito e o objeto". Cético relativista: o cético relativista dado a multiplicidade do mundo não fundamenta nenhum tipo de conhecimento absoluto.
 
{{esboço-filosofia}}
Utilizador anónimo