Manuel da Costa Braz: diferenças entre revisões

62 bytes adicionados ,  7 de setembro de 2015
sem resumo de edição
Foi um dos oficiais que participou na preparação do movimento militar que deu origem à [[Revolução dos Cravos]], na qual assumiu importante papel. No período que se segiu imediatamente à Revolução participou activamente na condução do processo político de transição para o regime democrático, tendo sido um dos redactores do [[Programa do Movimento das Forças Armadas]]. Na fase do [[PREC]], participou na redação do [[Documento dos Nove]] de Agosto de 1975.
 
Exerceu diversas funções de cariz político, entre as quais as de 1.º [[Provedor de Justiça]] de Portugal de 1975 a 1976, de Adjunto Militar do Primeiro-Ministro do [[I Governo Provisório de Portugal|1.º Governo Provisório]] (1974) e de embaixador dos Serviços Externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros (1975).
 
Durante o período anterior à aprovação da [[Constituição Portuguesa de 1976]], exerceu as funções de [[Ministro da Administração Interna]] nos [[II Governo Provisório de Portugal|2.º Governo Provisório]] e [[III Governo Provisório de Portugal|3.º Governo Provisório]] (1974-1975), chefiados por [[Vasco Gonçalves]], tendo a seu cargo o complexo processo de organizar o primeiro recenseamento eleitoral posterior ao [[Estado Novo (Portugal)|Estado Novo]] e de lançamento do processo eleitoral para a [[Assembleia Constituinte (Portugal)|Assembleia Constituinte]].
Utilizador anónimo