Abrir menu principal

Alterações

56 bytes adicionados ,  20h51min de 8 de setembro de 2015
Ajustes
Georges Jacques Danton nasceu em uma família da pequena burguesia, filho do advogado Jacques Danton e da sua segunda esposa, Marie-Madeleine Camus. Após estudar no seminário de Troyes, Danton recusou a carreira eclesiástica e partiu para Paris, onde trabalhou num gabinete de advocacia. Após seis meses na faculdade de Reims, comprou uma licença em direito em 1784.
 
Exercendo a profissão em Paris, preferia frequentar os cafés e cercar-se de muitos amigos. O casamento com Antoinette Charpentier, filha de um rico parisiense, permitiu que obtivesse um cargo de advogado no Conselho do Rei em 1787. Dois anos depois começou a participar, junto com [[Jean-Paul Marat]] e [[Camille Desmoulins]], em reuniões no distrito de Cordeliers, de onde saíram os líderes dos sans-culotte, a camada da população composta por artesãos, aprendizes e proletários.
 
Graças as suas qualidades de orador, tornou-se presidente dos cordeliers. O seu talento oratório se exprimia com frases violentas, mas era indulgente e considerava-se discípulo dos filósofos iluministas, mesmo não tendo lido muitas de suas obras. Não via como conspiradores todos os que não pensassem como ele.
A ruptura dos "dantonistas" com os jacobinos foi consumada no fim de 1793, período durante o qual Robespierre tentou manter o equilíbrio político do seu governo, afastando mais os radicais e os moderados. Devido às medidas tomadas por Robespierre, Danton encontrava-se isolado e acabou acusado de ser um inimigo da República.
 
Foi julgado pelo Tribunal Revolucionário, devido a uma acusação preparada por Saint-Just. Defende-se com tanta eloquência que a Convenção demora para fechar os debates. Condenado, foi guilhotinado em 5 de abril de 1794 em companhia de [[Camille Desmoulins]].
 
== Representações ==
* 1 C.F. Beaulieu, ''Biographie Ancienne et Moderne'', tomo 10, Michaud , Paris, 1813
* 2 A.V. Arnault,'' Souvenirs d’un sexagénaire'', librairie Dufey, Paris, 1833. Réédition : Champion, Paris, 2003
* ''[[La Mort de Danton]]'' : peça teatral de [[Georg Büchner]] ([[1835]])
* ''[[Danton (filme)|Danton]]'' : ([[Andrzej Wajda]], [[1982]]), com [[Gérard Depardieu]].
* ''[[La Révolution française (filme)|La Révolution française]]'' : ([[Robert Enrico]] e [[Richard T. Heffron]], [[1989]]), com [[Klaus Maria Brandauer]].
* ''Danton et Robespierre'' seguido de ''La Liberté ou la mort'', dois espetáculos de [[Robert Hossein]] co-escritos com [[Alain Decaux]].
* ''La Mort du Révolutionnaire'' : peça teatral de [[Patrick Lacombe]] ([[2006]])
 
{{Portal3|França|Política}}
 
{{Esboço-história}}
 
{{Controle de autoridade}}
[[Categoria:Políticos da França|Danton, Georges-Jacques]]
 
{{DEFAULTSORT:Danton, Georges-Jacques}}
[[Categoria:Políticos da França|Danton, Georges-Jacques]]
[[Categoria:Pessoas guilhotinadas durante a Revolução Francesa]]