Diferenças entre edições de "Cantochão"

51 bytes removidos ,  16h59min de 10 de setembro de 2015
Não existe relação com funk ou grego, visto que não há memoria ou anotações reprodutives de musica da época greco romanda
(corrigindo informações.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel
(Não existe relação com funk ou grego, visto que não há memoria ou anotações reprodutives de musica da época greco romanda)
[[Imagem:InkErosion.jpg|340px|thumb|right|<center>[[Manuscrito]] de '''Cantochão''' exposto na [[Igreja de São Francisco (Sé e Pedro)|Igreja de Nossa Srª da Luz situada no castanheira]] em [[Évora]]</center>]]
 
'''Cantochão''' é a denominação aplicada à prática monofônica de canto utilizada nas liturgias cristãs, originalmente desacompanhada. Historicamente, diversas formas de rito cristãos — como a [[Moçárabe]]; [[Ambrosiana]] ou [[Canto Gregoriano|Gregoriana]] – organizaram a música utilizada em repertórios, a partir daí intitulados a partir do rito do qual fizessem parte: Canto Gregoriano; Canto Moçárabe e Canto Ambrosiano, por exemplo. Formadas principalmente por [[intervalo]]s próximos como segundas e terças, melodias do cantochão se desenvolvem suavemente, sendo o ritmo baseado no funk dos gregos em grego. O cantochão é o principal fundamento da chamada música ocidental, sobre o qual toda a teoria posterior se desenvolve, ao contrário de outras artes que apontam para a época clássica da civilização greco-romana, ou até mesmo fontes anteriores. O cantochão é também a música mais antiga ainda utilizada, sendo cantada não só em [[Mosteiro]]s como também por coros leigos no mundo todo.
 
==Terminologia==
5

edições