Diferenças entre edições de "António Ribeiro dos Santos"

1 264 bytes adicionados ,  23h51min de 12 de setembro de 2015
m
foto+info
(nova página: '''António Ribeiro dos Santos''' (Massarelos, Porto, 1745 - Lisboa, 1818). <ref name="uc">[http://www.uc.pt/bguc/DocumentosDiversos/AntonioRibeiroSANTOS António Ri...)
 
m (foto+info)
[[Ficheiro:António Ribeiro dos Santos.jpg|thumb|António Ribeiro dos Santos ficou ligado à criação da ''Real Biblioteca Pública da Corte'' (antecessora da [[Biblioteca Nacional de Portugal]]) em 1796, pelo decreto de [[Maria I de Portugal|D. Maria I]] que extinguiu a [[Real Mesa Censória]].]]
'''António Ribeiro dos Santos''' (Massarelos, [[Porto]], [[1745]] - [[Lisboa]], [[1818]]). <ref name="uc">[http://www.uc.pt/bguc/DocumentosDiversos/AntonioRibeiroSANTOS António Ribeiro dos Santos, 1745-1818]. Universidade de Coimbra. (Acesso em 12 de Setembro de 2015)</ref> foi um cronista português, e censor régio. Ficou ainda ligado à criação da instituição que antecedeu a [[Biblioteca Nacional de Portugal]] em 1796, pelo decreto de [[Maria I de Portugal|D. Maria I]] que extinguiu a [[Real Mesa Censória]].
 
== Percurso ==
Estudou humanidades no [[Brasil]] e direito na [[Universidade de Coimbra]], onde se doutorou, tendo exercido o magistério entre 1779 e 1795.
Membro efectivo da [[Academia das Ciências de Lisboa]], foi também cronista da [[Casa de Bragança]] e [[censor régio]]. Homem de vasta cultura, aberto à modernidade no contexto de enciclopedismo que caracterizou a Europa das Luzes, dedicou-se aos estudos linguísticos, mas foi na historiografia que mais se salientou deixando, entre outros, inúmeros estudos sobre o povo e a literatura sacra hebraica, as origens e progressos da poesia portuguesa, a história das matemáticas, as origens e a evolução da tipografia em Portugal.<ref name="uc" />
 
Com o alvará de 29 de fevereiro de [[1796]], [[D. Maria I]] extinguiu o que restava da [[Real Mesa Censória]], e com base na sua Biblioteca, fundou a ''Real Biblioteca Pública da Corte'', a mais antiga antecessora formal da [[Biblioteca Nacional de Portugal]], de que ficou encarregue António Ribeiro dos Santos. Assim, a primitiva instituição recebeu, como núcleo original, o acervo da Biblioteca da [[Real Mesa Censória]]. O referido diploma conferiu-lhe a natureza de Biblioteca Pública, tendo a mesma sido instalada no Torreão Ocidental da Praça do Comércio ([[Terreiro do Paço]]).<ref>[http://www.bnportugal.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=82&Itemid=90&lang=pt Biblioteca Nacional de Portugal (História)] </ref>
 
{{referencias}}