Diferenças entre edições de "Bobby Fischer"

465 bytes adicionados ,  12h15min de 28 de setembro de 2015
Incluí o parágrafor retirado da Wikipedia em inglês: "Durante a década de 1990.(...) onde foi preso por autoridades japonesas e detido durante mais de oito meses (em 2004 e 2005)."
m (Removing Link GA template (handled by wikidata))
(Incluí o parágrafor retirado da Wikipedia em inglês: "Durante a década de 1990.(...) onde foi preso por autoridades japonesas e detido durante mais de oito meses (em 2004 e 2005).")
A principal façanha da sua carreira foi a classificação para chegar à final do mundial contra Spassky. Fischer venceu [[Mark Taimanov|Taimanov]] (enxadrista ''top 10'') por 6x0 num jogo melhor de 10. Fischer venceu [[Bent Larsen|Larsen]] (que era um dos cinco melhores jogadores do mundo) por 6x0 num jogo melhor de 10 e venceu [[Petrosian]] por 7,5x2,5 num jogo melhor de 10. Havia uma hegemonia [[Rússia|russa]] desde quando [[Alekhine]] derrotou [[Capablanca]] em 1921. Após a recusa de Fischer de defender o título em 1975, a hegemonia de russos voltou e durou até o [[Índia|indiano]] [[Viswanathan Anand]] vencer o Mundial FIDE de 2000.
 
Em [[1992]], Fischer voltou a disputar um encontro contra [[Boris Spassky]].<ref name="NYTimes" /> Mesmo Fischer estando 20 anos afastado, enquanto Spassky permaneceu ativo durante todo este tempo, Fischer venceu com relativa facilidade e introduziu diversas novidades teóricas.
 
Durante a
década de 1990 e início de 2000 , Fischer viveu na Hungria , Alemanha , Filipinas , Japão e Islândia, e fez declarações cada vez mais antiamericanas e antissemitas em diversas estações de rádio . Possivelmente como consequencia disto, seu passaporte dos EUA foi revogado. Fischer , sem saber da revogação de seu passaporte , viajou para o Japão, onde foi preso por autoridades japonesas e detido durante mais de oito meses (em 2004 e 2005).
 
Fischer foi preso no [[Japão]] e lutou contra sua extradição para os Estados Unidos por quase um ano. A [[Islândia]] ofereceu cidadania a Fischer, tendo ele aceitado. Livre então pela cidadania islandesa, Fischer seguiu viagem para a Islândia chegando no dia [[23 de março]] de [[2005]].