Diferenças entre edições de "Sucot"

39 bytes removidos ,  13h34min de 29 de setembro de 2015
m
Foram revertidas as edições de 177.156.11.29 para a última revisão de 189.6.203.223, de 04h27min de 30 de agosto de 2015 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 177.156.11.29 para a última revisão de 189.6.203.223, de 04h27min de 30 de agosto de 2015 (UTC))
Sucot relembra os 40 anos de [[êxodo]] dos hebreus no [[deserto]] após a sua saída do [[Egito]]. Nesse período o povo judeu não tinha terra própria, eram [[nômade]]s e viviam em pequenas tendas ou cabanas frágeis e temporárias. Como forma de simbolizar este período, durante a celebração de Sucot, os judeus fazem suas refeições sob folhas e galhos ao ar livre, em uma '''sucá'''. A '''sucá''' deve ser erguida ao ar livre e ser constituída de [[palha]] ou [[folhagem]], que possibilite ver o céu. Deve ter pelo menos 3 paredes as quais não devem estar pregadas ao teto. Além desta passagem pelo deserto, a sucá também simboliza todos os judeus que moram na diáspora, ou seja, fora de Israel.
Outro ritual que se faz em Sucot é a [[oferenda]] da [[água]]. Esta era uma [[cerimônia]] que precedia a época das [[chuva]]s e a água, por ser um elemento vital, era implorada a [[Deus]] pelos camponeses. Assim como o uso dum ramo com [[quatro espécies]], assim precisamente chamado (arba'á minim)em hebraico, que são [[lulav]], [[etrog]], [[hadass]] e [[aravah]].
A festa da cabana era uma cerimonia religiosa como agradecimento a Deus, por ele ter suprido os israelitas no deserto e não ter deixado faltar água. É um grande sinal da volta do Senhor!
{{esboço-religião}}