Abrir menu principal

Alterações

110 bytes adicionados ,  21h17min de 2 de outubro de 2015
Melhorando com fontes e imagem
! Ilustração
|-
| [[Carcinoma basocelular]] ou [[basalioma]]
| Possui translucência pérola, com minúsculos vasos sanguíneos na superfície e às vezes [[ulceração]]. O mais comum (75% dos casos) e menos agressivo. Quase sempre aparece no rosto, pescoço ou braços pois são áreas altamente expostas a luz solar. Os carcinomas basocelular são originários da epiderme e dos apêndices cutâneos acima da camada basal, como os pêlos, por exemplo. Possui altos índices de cura, principalmente devido à facilidade do diagnóstico precoce.<ref name=INCA>Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Câncer de pele não melanoma. Disponível em: http://www.inca.gov.br</ref>
| [[Imagem:Basal cell carcinoma3.JPG|centro|150px]]
|-
| [[Carcinoma de células escamosas]] ou [[espinocelular]] ([[espinalioma]])
| Comumente se apresenta como uma área vermelha, com crostas ou escamosa ou inchada. Muitas vezes, um tumor de crescimento rápido que pode ser doloroso. Cerca de 25% dos casos. Assim como o basocelular geralmente não se espalha para outras áreas do corpo. É de fácil diagnóstico e por isso tem altos índices de cura.<ref name=INCA />
| [[Imagem:Squamous Cell Carcinoma1.jpg|centro|150px]]
| [[Imagem:Kaposi's Sarcoma.jpg|centro|150px]]
|-
| [[Dermatofibrosarcoma protuberanteprotuberans]]
| Protuberância que segue crescendo descontroladamente deformando e danificando as regiões próximas. Aproximadamente 0,01% dos tumores malignos e cerca de 2 a 6 por cento de todos os sarcomas em tecidos moles. A incidência estimada é de 0,8 a 5 casos por 1 milhão de pessoas por ano,5-9, que é cerca de 1.000 novos casos por ano nos Estados Unidos. A incidência entre os negros (6,5 milhões) é quase o dobro que entre os brancos (3,9 por milhão). Geralmente acomete pacientes entre 20 e 50 anos de idade, embora tenha sido descrito em crianças e em idosos.<ref>Jonathan Courtney, Richard G. Gorlick, David S. Geller. http://sarcomahelp.org/learning_center/dfsp.html</ref>
|[[Ficheiro:Dermatofibrosarcoma protuberans CT cor.jpg|centro|150px]]
|
|-
| [[Carcinoma de células de Merkel]]
| O carcinoma de células de Merkel é uma [[neoplasia]] neuroendocrina rara, agressiva e com mau prognóstico. Aparece geralmente na cabeça, pescoço e extremidades. Mais comum emdepois dos idosos60 anos, em pessoas de pele clara e em portadores de HIVimunocomprometidas. É caracterizado por grandes elevações na pele, nódulos dérmicos, duros, não ulcerados, com tons que variam do castanho-avermelhado ao arroxeado e que pode sangrar facilmente. Seu crescimento é rápido, variando de 0,5 a 5&nbsp;cm de diâmetro. É confirmada através de histopatologia e imunohistoquímica. É tratado com radio e [[quimioterapia]].<ref>Figueiredo Pereira E, Folleto H, Pereira Neto E, Oséias Sezerino D, Becker Gerent G, dos Santos LC. Carcinoma de células de Merkel: uma apresentação clínica atípica. Med Cutan Iber Lat Am 2007;35:290-294</ref> Segundo a OMS, sua prevalência anual é de 02,233 parapor cada 1001.000 habitantes.000 Ementre 2008brancos houvee cerca0,1 depor 3000milhão casosentre no Brasilnegros.<ref name=INCA >http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3180159/</ref>
|[[Imagem:Merkel cell cancer.jpg|centro|150px]]
|}