Diferenças entre edições de "Departamento Nacional de Obras Contra as Secas"

sem resumo de edição
|tipo_empresa =[[Autarquia]]<ref name="historia">{{Citar web|url=http://www.dnocs.gov.br/~dnocs/php/comunicacao/registros.php?f_registro=2&f_ope=registro&title=0&|titulo=História|autor=Sítio oficial|lingua=português|acessodata=[[30 de novembro]] de [[2008]]}}</ref>
|slogan_empresa=
|fundação =[[{{Dtlink|21|10|1909]]|idade}}<ref name="historia" />
|encerramento =
|sede =[[Fortaleza]], [[Ceará]]
Se constitui na mais antiga instituição federal com atuação no [[Nordeste]]. Criado sob o nome de Inspetoria de Obras Contra as Secas (IOCS) em [[21 de outubro]] de [[1909]], em [[1919]] recebeu ainda o nome de Inspetoria Federal de Obras Contra as Secas, até que em [[1945]] passa a chamar-se DNOCS.
 
Dispõe a sua legislação básica tem por finalidade executar políticas do Governo Federal, no que se refere a beneficiamento de áreas e obras de proteção contra as secas e inundações, irrigação, radicação da população em comunidades de irrigantes e subsidiariamente, outros assuntos que lhe seja cometidos pelo Governo Federal, nos campos do saneamento básico, assistência às populações atingidas por calamidades públicas e cooperação com os Municípios, possuindo grande atuação no [[semi-áridosemiárido]] do Nordeste e norte de [[Minas Gerais]].
[[Ficheiro:Caica dágua DNOCS Campo Maior 1960.JPG|miniaturadaimagem|esquerda|Caixa d' água construidaconstruída pelo DNOCS em 1960 em [[Campo Maior-PI]], [[Piauí]].]]
O DNOCS realizou a construção de mais de 300 [[barragem|açudes]] públicos de médio e grande porte em toda a região semi-áridasemiárida brasileira durante seus 100 anos de existência. Os açudes têm a função de estocar a água acumulada durante os períodos de chuvas para que possa ser utilizada nos períodos secos, em virtude da característica inerente ao clima semi-áridosemiárido de possuir distribuição irregular de chuvas ao longo de um mesmo ano, e grandes flutuações no volume de precipitação de um ano para outro. A água acumulada nos açudes permite tornar perenes diversos [[Rio intermitente|rios intermitentes]]. Entre as maiores obras de engenharia do órgão incluem-se os açudes públicos do [[Açude Orós|Orós]] e do [[Açude Castanhão|Castanhão]], ambos no Estado do [[Ceará]], e o do [[Barragem Armando Ribeiro Gonçalves|Açu]], no [[Rio Grande do Norte]], todos com capacidade de armazenamento superior a 1 bilhão de [[metro cúbico|metros cúbicos]].
[[Ficheiro:DNOCS.JPG|miniaturadaimagem|direita|Construção de abastecimento de água com carimbo do DNOCS de 1960.]]
Além da construção de açudes, o DNOCS atua em diversas outras áreas, como a perfuração de [[Poço artesiano|poços artesianos]] e o fomento à [[Aquacultura|piscicultura]], este último sendo um ramo ao qual o órgão tem dedicado bastante atenção nas últimas décadas. O Centro de Pesquisas em Piscicultura do DNOCS, situado no município cearense de [[Pentecoste]] tem trabalhado na produção de [[alevinos]] selecionados de diversas espécies, entre elas a [[tilápia]] e até mesmo a adpaptaçãoadaptação da espécie amazônica do [[pirarucu]], para o povoamento de açudes públicos de toda a região Nordeste, bem como de reservatórios particulares de psicultores[[piscicultura|piscicultores]]. A produção de peixes de água doce em cativeiro tem se tornado uma atividade econômica importante na região, abastecendo principalmente o mercado interno.
 
=={{Ver também}}==