Diferenças entre edições de "Marquês de Cascais"

568 bytes adicionados ,  05h42min de 12 de outubro de 2015
sem resumo de edição
{{Título Nobiliárquico
|coroa = Corona de marqués.svg
|nome = Marquês de Cascais
|imagem =
|monarca = [[D. João IV de Portugal|D. João IV]]
|carta = [[19 de Novembro]] de [[1643]]
|ordem =
|tipo = [[Nobreza|Vitalício]] – 1 vida, renovável
|primeiro_titular = D. [[Álvaro Pires de Castro e Sousa, 1.º Marquês de Cascais|Álvaro Pires de Castro e Sousa]]
|linhagem = de Castro (de Noronha)
|actual_titular = Extinto
}}
[[File:Fl- 49 Livro do Armeiro-Mor, Castro Conde de Monsanto.jpg|thumb|''Castro conde de Monsanto'', in [[Livro do Armeiro-Mor]] (fl 49<sup>r</sup>) (1509): de prata, com seis arruelas de azul. Armas dos Castros '''Condes de Monsanto''' (1460) e mais tarde '''Marqueses de Cascais''' (1643).]]
 
O título de '''Marquês de Cascais''' foi um [[título nobiliárquico]] de [[Portugal]]. Foi atribuído por cartaCarta de [[João IV de Portugal|D. João IV]] de 19 de Novembro de 1643 a [[Álvaro Pires de Castro e Sousa, 1.º Marquês de Cascais|D. Álvaro Pires de Castro e Sousa]], 6.º Conde de Monsanto, ao ser este nomeado embaixador a [[Paris]], no início da [[Guerra da Restauração]] (1640-1668).
 
Este '''Conde de Monsanto''' pertencia a uma das mais antigas e ilustres linhagens ibéricas: este título, cuja criação remonta a 1460, correspondia a um dos mais antigos condados de [[Reino de Portugal|Portugal]], e a linhagem tinha origens nos [[Conde de Lemos|Condes de Lemos]], da [[Reino da Galiza|Galiza]], considerada uma das Casas mais ilustres de [[Coroa de Castela|Castela]], e descendentes por varonia legítima dos [[Reino de Leão|Reis de Leão]]. Sempre a partir de 1643 estiveram os dois títulos associados; no entanto, já desde o primeiro Conde de Monsanto esteve a vila de [[Cascais]] sempre associada ao condado, como se explica infra.
Utilizador anónimo