Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 13h12min de 25 de outubro de 2015
→‎Influências da gestalt-terapia: Corrigiu erro ortográfico
A Gestalt-terapia tem como base várias teorias do conhecimento humano, entre elas, as mais utilizadas por Fritz Perls, de acordo com Tellegen (1984, p. 34) são: análise do caráter de [[Wilhelm Reich|Reich]], a fenomenologia, a psicologia da Gestalt, a teoria organísmica de Kurt Goldstein, a filosofia existencial, [[zen| zen budismo]], a teoria do campo de Kurt Lewin e a [[Psicanálise]]. Esta última é interessante que seja ressaltado que Perls era psicanalista, em determinado momento admite o valor da pesquisa psicanalítica, afirmando: “Quase não existe uma esfera da atividade humana onde a investigação de Freud não tenha sido criativa, ou, pelo menos, estimuladora” (1969, p. 13). Contudo, a fundamentação com a psicanálise deve ser vista com cuidado, pois Perls manteve ásperas relações com a psicanálise. Em certos momentos faz comentários sobre Freud e sua teoria.
 
''“[...] Freud, suas teorias, sua influência são por demais importantes para mim. [...] Fico profundamente abismado diante do que praticamente sozinho realizou, com instrumentos mentais inadequados de uma psicologia associacionista e uma filosofia de orientação macanicistamecanicista. Sou profundamente grato por tudo que aprendi justamente ao me opor a ele.” (PERLS, 1979)''
 
Nos escritos de Perls é comum encontrarmos referências à [[Alfred Adler]] e [[Harry Stack Sullivan]], ambos influenciaram o pensamento de Fritz, principalmente, no que toca às questões referentes à auto-estima e auto-conceito.
Utilizador anónimo