Diferenças entre edições de "Espectrofotometria"

176 bytes removidos ,  20h14min de 25 de outubro de 2015
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
=== Espectrofotometria no Infra-vermelho ===
Os [[compostos orgânicos]] também absorvem radiações na região do [[infravermelho]] (IV) do espectro . A [[radiação infravermelha]] não tem energia suficiente para excitar os [[elétrons]] e provocar transições eletrônicas, mas ela faz com que os átomos ou grupos de átomos vibrem com maior rapidez e com maior amplitude em torno das [[ligações covalentes]] que os unem.
 
A [[radiação infravermelha]] não tem energia suficiente para excitar os [[elétrons]] e provocar transições eletrônicas, mas ela faz com que os átomos ou grupos de átomos vibrem com maior rapidez e com maior amplitude em torno das [[ligações covalentes]] que os unem.
Estas vibrações são quantizadas e, quando ocorrem, os compostos absorvem energia IV em certas regiões do [[espectro]]. Nas vibrações, as [[ligações covalentes]] comportam-se como se fossem pequenas molas unindo os [[átomos]]. Quando os átomos vibram, só podem oscilar com certas [[frequências]], e as ligações sofrem várias deformações. Quando a ligação absorve energia, ela sofre alterações e, ao retornar ao estado original, libera essa energia, que então é detectada pelo [[espectrômetro]].
Os [[compostos orgânicos]] também absorvem radiações na região do [[infravermelho]] (IV) do espectro. A [[radiação infravermelha]] não tem energia suficiente para excitar os [[elétrons]] e provocar transições eletrônicas, mas ela faz com que os átomos ou grupos de átomos vibrem com maior rapidez e com maior amplitude em torno das [[ligações covalentes]] que os unem. Estas vibrações são quantizadas e, quando ocorrem, os compostos absorvem energia IV em certas regiões do [[espectro]]. Nas vibrações, as [[ligações covalentes]] comportam-se como se fossem pequenas molas unindo os [[átomos]].
Nas vibrações, as [[ligações covalentes]] comportam-se como se fossem pequenas molas unindo os [[átomos]].
 
Quando os átomos vibram, só podem oscilar com certas [[frequências]], e as ligações sofrem várias deformações. Quando a ligação absorve energia, ela sofre alterações e, ao retornar ao estado original, libera essa energia, que então é detectada pelo [[espectrômetro]].
Quando os átomos vibram, só podem oscilar com certas [[frequências]], e as ligações sofrem várias deformações. Quando a ligação absorve energia, ela sofre alterações e, ao retornar ao estado original, libera essa energia, que então é detectada pelo [[espectrômetro]]. As [[moléculas]] podem vibrar de muitos modos. Dois átomos unidos por uma ligação covalente podem efetuar vibrações de ===estiramento Espectrofotometriadessa noligação, Infra-vermelhocomo ===se fosse uma mola que estica e retorna ao tamanho original.
 
Os [[compostos orgânicos]] também absorvem radiações na região do [[infravermelho]] (IV) do espectro .
A [[radiação infravermelha]] não tem energia suficiente para excitar os [[elétrons]] e provocar transições eletrônicas, mas ela faz com que os átomos ou grupos de átomos vibrem com maior rapidez e com maior amplitude em torno das [[ligações covalentes]] que os unem.
Estas vibrações são quantizadas e, quando ocorrem, os compostos absorvem energia IV em certas regiões do [[espectro]].
Nas vibrações, as [[ligações covalentes]] comportam-se como se fossem pequenas molas unindo os [[átomos]].
Quando os átomos vibram, só podem oscilar com certas [[frequências]], e as ligações sofrem várias deformações. Quando a ligação absorve energia, ela sofre alterações e, ao retornar ao estado original, libera essa energia, que então é detectada pelo [[espectrômetro]].
As [[moléculas]] podem vibrar de muitos modos. Dois átomos unidos por uma ligação covalente podem efetuar vibrações de estiramento dessa ligação, como se fosse uma mola que estica e retorna ao tamanho original.
Três átomos também podem efetuar diferentes vibrações de estiramento e alteração dos ângulos de ligação, em vários planos do espaço. No entanto, as vibrações de estiramento são as mais importantes.
 
A radiação infravermelha é outra espécie de radiação eletromagnética cujo espectro começa num dos limites do espectro da luz (o vermelho) e se estende até à zona das ondas hertzianas (radar, televisão, rádio). É caracterizada por um comprimento de onda compreendido entre cerca de 800 e 105 nm.
Nas moléculas, os átomos e os grupos atômicos estão em contínuo movimento, uns em relação aos outros (vibrações moleculares). Quando elas são sujeitas a radiação com energia semelhante à correspondente a essas vibrações (radiação infravermelha), as moléculas podem alterar o seu estado de vibração (excitação), absorvendo a radiação correspondente à diferença de energia entre o estado inicial e o estado excitado. Como não é possível a uma molécula vibrar de qualquer modo, mas apenas de alguns modos, a absorção da radiação ocorre apenas para determinados valores da energia, valores estes que são característicos das moléculas. Assim, através da comparação dos valores de energia da radiação infravermelha para os quais há absorção, é possível identificar as moléculas ou os tipos de moléculas presentes nas amostras.
 
A espectrofotometria infravermelho próximo oferece um método rápido de análise química que fornece, em segundos, resultados de múltiplas propriedades em amostras não preparadas. dessa ligação, como se fosse uma mola que estica e retorna ao tamanho original.
Três átomos também podem efetuar diferentes vibrações de estiramento e alteração dos ângulos de ligação, em vários planos do espaço. No entanto, as vibrações de estiramento são as mais importantes.
A radiação infravermelha é outra espécie de radiação eletromagnética cujo espectro começa num dos limites do espectro da luz (o vermelho) e se estende até à zona das ondas hertzianas (radar, televisão, rádio). É caracterizada por um comprimento de onda compreendido entre cerca de 800 e 105 nm.
Nas moléculas, os átomos e os grupos atômicos estão em contínuo movimento, uns em relação aos outros (vibrações moleculares). Quando elas são sujeitas a radiação com energia semelhante à correspondente a essas vibrações (radiação infravermelha), as moléculas podem alterar o seu estado de vibração (excitação), absorvendo a radiação correspondente à diferença de energia entre o estado inicial e o estado excitado. Como não é possível a uma molécula vibrar de qualquer modo, mas apenas de alguns modos, a absorção da radiação ocorre apenas para determinados valores da energia, valores estes que são característicos das moléculas. Assim, através da comparação dos valores de energia da radiação infravermelha para os quais há absorção, é possível identificar as moléculas ou os tipos de moléculas presentes nas amostras.
 
A espectrofotometria infravermelho próximo oferece um método rápido de análise química que fornece, em segundos, resultados de múltiplas propriedades em amostras não preparadas.
 
13 477

edições