Diferenças entre edições de "Protagonista"

12 bytes removidos ,  11h08min de 27 de outubro de 2015
m
Foram revertidas as edições de 186.215.200.211 para a última revisão de Belanidia, de 11h01min de 27 de outubro de 2015 (UTC)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Foram revertidas as edições de 186.215.200.211 para a última revisão de Belanidia, de 11h01min de 27 de outubro de 2015 (UTC))
* Dada a natureza da maioria das obras de [[ficção]], o protagonista é geralmente um [[herói]] ou ao menos uma pessoa relativamente boa. Pode ainda seguir uma moral própria diferente da de seu meio, tratando-se de um [[anti-herói]] ou, em raros casos, de um [[vilão]]. Em muitas obras, perde-se a noção de bem ou mal, devido às ações dos protagonistas. O que vale ressaltar é que um protagonista não é sempre o "bonzinho" da história e que muitas vezes, segundo o ponto de vista das outras personagens, ele é mau, um exemplo é Fudêncio da série animada [[Fudêncio e Seus Amigos|Fudêncio e seus Amigos]].
* No [[teatro grego]], o protagonista foi introduzido por [[Ésquilo]], que foi o primeiro a colocar dois atores representando papéis opostos e dialogando<ref>[[Aristóteles]], ''Poética'', 4.14</ref>; antes, [[Téspis de Ática]] havia introduzido um ator nas peças teatrais<ref name="plutarco.solon.29.4">[[Plutarco]], ''Vidas Paralelas'', ''Vida de Solon'', 29.4-5</ref>
* Na [[psicodrama|teoria psicodramática]] de [[Jacob Levy Moreno]], o protagonista pode ser um indivíduo, uma dupla ou um grupo. É aquele que "protagoniza seu próprio drama". Representa a si mesmo e seus personagens são parte dele. Palavra e ação se integram, ampliando as vias de abordagem. Pedro doido
 
== Ver também ==
37 740

edições