Diferenças entre edições de "Miguel de Vasconcelos"

90 bytes adicionados ,  01h22min de 28 de outubro de 2015
sem resumo de edição
 
==Biografia==
Miguel de Vasconcelos e Brito era filho do Dr. [[Pedro Barbosa de Luna]], famoso [[jurisconsulto]] e [[Professor Universitário|Lente]] da [[Universidade de Coimbra]], e de sua mulher D. Antónia de Melo e Vasconcelos ou de Vasconcelos e Brito, [[Senhorialismo|Senhora]] do [[Morgado]] de Serzedelo, de [[Alvarenga]] e do Morgado da [[Fonte Boa]], e irmão de [[Dom (título)|D.]] [[Frei]] [[Pedro Barbosa de Eça]] e [[Mariana de Luna]].<ref name="GEPB">{{citar livro|autor=Vários|título=[[Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira]]|editora=Editorial Enciclopédia, L.da|ano=|páginas=Volume|id=}}</ref>
 
Desempenhou no [[Reino de Portugal]] os cargos de [[Escrivão da Fazenda]]<ref>[http://revelarlx.cm-lisboa.pt/gca/index.php?id=833 D. Miguel de Vasconcelos, Lisboa, 1590 ∞ ib. 1640, RevelarLX]</ref> e de [[secretário de Estado]] ([[Anexo:Lista de primeiros-ministros de Portugal|primeiro-ministro]]) da [[duquesa de Mântua]], [[vice-Rei de Portugal|vice-Rainha de Portugal]], em nome do Rei [[Filipe IV de Espanha]] (Filipe III de Portugal) e valido do [[conde duque de Olivares]]<ref>[http://revelarlx.cm-lisboa.pt/gca/index.php?id=833 D. Miguel de Vasconcelos, Lisboa, 1590 ∞ ib. 1640, RevelarLX]</ref>. Era odiado pelo povo por, sendo português, colaborar com a representante da [[dinastia Filipina|dominação filipina]]. Tinha alcançado da corte castelhana de [[Madrid]] plenos poderes para aplicar em [[Portugal]] pesados impostos, os quais deram origem à revolta das [[Revolta do Manuelinho|Alterações de Évora (Manuelinho)]] e a motins em outras terras do [[Alentejo]]. Foi a primeira vítima do [[golpe de estado]] do [[1º de Dezembro de 1640]]. Depois de morto, foi arremessado da janela do [[Palácio da Ribeira|Paço Real]] de [[Lisboa]] para o [[Praça do Comércio|Terreiro do Paço]], pelos [[Quarenta Conjurados|conjurados]].
Utilizador anónimo