Transcomunicação instrumental: diferenças entre revisões

m (Marcado que existem referências sem formatação, usando FastButtons)
Novos horizontes da modernidade e do progresso, anais do ''XIV Encontro da Associação Nacional de História'', 19-23 Junho de 2010. p. 2. ISBN 978-85-60979-08-0 http://www.encontro2010.rj.anpuh.org/resources/anais/8/1276636804_ARQUIVO_ArtigoMicheleCruzVieiraANPUH2010.pdf -
∗ Michele Cruz VIEIRA, Mestre em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e professora do Departamento de
Comunicação Social da Universidade Gama Filho (UGF)</ref>''
 
A primeira obra sobre o assunto, ainda sem a moderna denominação, foi "''Vozes do Além pelo Telephone (Novo e admirável systema de communicação - Os espíritos fallando pelo telephone)''" de [[Oscar D'Argonnel]], publicada no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], em [[1925]]. O autor conhecido pesquisador [[espiritismo|espírita]] do começo do [[século XX]], nela reuniu diversos casos onde a comunicação com os mortos podia dar-se através do telefone. Apesar de suas ponderadas considerações, por ser um veículo particularmente propenso a fraudes e engodos, o assunto não mereceu outras abordagens mais sérias, durante décadas.
*RAUDIVE, Konstantin. ''Breakthrough''. New York: Taplinger, 1971.
*SCHÄFER, Hildegard. ''Ponte entre o Aqui e o Além''. São Paulo: Pensamento, 1992.
*{{Citar web|título = Hearing ghost voices relies on pseudoscience and fallibility of human perception|URL = https://theconversation.com/hearing-ghost-voices-relies-on-pseudoscience-and-fallibility-of-human-perception-48160|obra = The Conversation|acessadoem = 2015-10-30}}
 
== Ligações externas ==
37 947

edições