Diferenças entre edições de "Os Baobás"

1 byte removido ,  22h44min de 30 de outubro de 2015
m
sem resumo de edição
(Adicionada história e organizada a discografia)
m
Formada em 1965 com nome de ''Rubber Souls'', participavam de programas de televisão na capital paulista. Em 1966, estrearam com o compacto ''"Pintada de Preto (Painted It Black)"'' (dos [[Rolling Stones]]) / ''"Bye Bye My Darling"'' , ao qual seguiram-se mais quatro compactos, entre eles ''"Happy Together"'' (dos [[The Turtles]]) / ''"Down Down"''. A primeira formação do grupo contou com Ricardo Contins (guitarra), Jorge Pagura (bateria), Carlos (baixo), Renato (guitarra solo) e Arquimedes (pandeiro).<ref name="Senhorf">{{citar web|url=http://www.senhorf.com.br/agencia/main.jsp?codTexto=2461|titulo=A psicodelia dos 60 & 70 no Brasil, da garagem às misturas regionais|acessodata=30/10/2015}}</ref>
 
Antecipou a chegada do hit ''"[[Light My Fire]]"'' do [[Doors|The Doors)]] no Brasil, em gravação que contou com o futuro [[Os Mutantes]] e produtor [[Liminha]] no baixo. Inicialmente [[Música beat|beat]], enveredou pelo [[rock psicodélico]], que resultou na gravação do único álbum em 1968, contendo diversos covers entre eles, ''"Oranges Skies"'', do [[Love (banda)|Love]].<ref name="Senhorf"></ref>
 
O nome ''Baobás'' (árvore gigante e frondosa da África) retirado do livro ''"[[Le Petit Prince|O Pequeno Princípe]]"'', foi sugestão de [[Ronnie Von]], que também batizou Os Mutantes. Além de Ronnie Von, com quem gravou o compacto ''"Menina Azul"'', em 1967, o grupo também acompanhou [[Caetano Veloso]] em programas de televisão e shows, substituindo os [[Beat Boys]].
13 861

edições