Abrir menu principal

Alterações

36 bytes adicionados, 02h18min de 9 de novembro de 2015
m
v1.37b - Correções - Corrigido usando WP:PCW (Cabeçalhos começam com um "=")
A '''Pitchfork Media''', comumente conhecida como '''Pitchfork''' e ocasionalmente abreviada para '''P4K''' ou '''pfork''', é uma [[publicação]] diária [[online]] [[estadunidense]], com sede em [[Chicago]], devota à [[crítica]] e comentários [[Música|musicais]], [[notícia]]s sobre música e [[entrevista]]s a [[artista]]s. Foca-se na [[música independente]], sobretudo [[música electrónica]], [[música pop|pop]], [[hip hop]], [[indie rock]], [[Heavy metal|metal]], [[Rhythm and blues|r&b]], [[folk]], [[jazz]], e [[música experimental]], mas também cobre diversos outros [[gênero musical|gêneros]] e sub-gêneros musicais. <ref>{{citar web|URL = http://blogs.estadao.com.br/link/cool-nao-relevante/|título = Cool não, relevante|data = 06.11.2011|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Camilo Rocha|publicado = Estadão}}</ref>
 
== Gênero musical ==
Fundado por [[Ryan Schreiber]] em [[1995]], em [[Minneapolis]], [[Minnesota]], o sítio centra-se em resenhas e criticas sobre lançamentos musicais, mas os jornalistas da ''Pitchfork ''também fazem críticas sobre discos antigos e reedições. <ref>{{citar web|URL = http://students.brown.edu/College_Hill_Independent/?p=2235|título = The Pitchfork Effect|data = 03.12.2009|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Nick Carter|publicado = Brown University}}</ref> O site tem publicado [[Lista|listas]] <nowiki/>de "melhores álbuns" - como os melhores dos [[Década de 60|anos 60]], [[Década de 1970|70]], [[Década de 1980|80]], [[Década de 1990|90]], [[década de 2000|00]] <nowiki/>e [[Década de 2010|10]], assim como em todos os anos, desde [[1999]], publicam listas de melhores [[Single|singles]] <nowiki/>e [[álbuns]] <nowiki/>do ano. A publicação é considerada de significativa influência no mundo da música independente, <ref>{{citar web|url = http://the.honoluluadvertiser.com/article/2005/May/08/il/il22p.html|titulo = Pitchfork e-zine tells indie fans what's hot and not|autor = Greg Kot|data = 8 de Maio de 2005|publicado = |acessodata = 6 de Fevereiro de 2010}}
</ref> apesar de também ser criticada pelos seus critérios de atribuição de notas, devoção a tendências e [[Moda|modas]], e por focar-se em [[Banda musical|bandas]] <nowiki/>e [[Estilos musicais|estilos de música]] <nowiki/>obscuros, ou desconhecidos do grande público. <ref name=":0">{{citar web|url = http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2006/04/28/AR2006042800457.html|titulo = Giving Indie Acts A Plug, or Pulling It|autor = J. Freedom du Lac|data = 30 de Abril de 2006|publicado = |acessodata = 6 de Fevereiro de 2010}}
Em 2009, o fundador Ryan Schreiber foi destacado pela revista [[Time (revista)|Time]] <nowiki/>como uma das pessoas mais importantes do ano. <ref>{{citar web|url = http://www.time.com/time/specials/packages/article/0,28804,1883644_1883653_1885468,00.html|titulo = Ryan Schreiber - The 2009 TIME 100 Finalists - TIME|autor = Brian Raftery|data = |publicado = |acessodata = 5 de Fevereiro de 2010}}
</ref>
=== Histórico ===
No final de [[1995]], Ryan Schreiber, então aluno do colegial, criou o sítio Pitchfork. Influenciado por [[Fanzine|fanzines]] locais e por uma estação de rádio universitária local, Schreiber, que não tinha experiência de escrita anterior, teve como objetivo fornecer à [[Internet]] um espaço regularmente actualizado sobre música independente. A princípio com o nome ''Turntable'', <ref>{{citar web|URL = http://evolver.fm/2013/02/14/pitchfork-interview-the-interactive-promise-of-internet-on-the-tv/|título = Pitchfork Interview: The Interactive Promise of Internet-on-the-TV|data = 14.02.2013|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Eliot Van Buskirk|publicado = Evolver.fm}}</ref> o site era mensalmente atualizado com entrevistas e comentários. Em maio de 1996, o site começou a publicar diariamente e foi rebatizado de "Pitchfork", uma referência à tatuagem de [[Tony Montana]] do filme [[Scarface]], de [[Scarface (filme de 1983)|1983]]. <ref name=":0" />
 
No início de [[1999]], Schreiber desvinculou a Pitchfork da sua base em Minneapolis e se mudou para Chicago, [[Illinois]]. Até então, o site havia se expandido sua publicação de conteúdo para quatro comentários de discos por dia, bem como entrevistas esporádicas, especiais e colunas. O site também começou a conquistar sua adiência em decorrência de sua extensa cobertura de [[música underground|música ''underground'']] e seu estilo de escrita, livre das convenções do [[jornalismo impresso]]. Em outubro do mesmo ano, o site criou uma seção de notícias musicais diárias.
 
=== Influência ===
 
==== Publicidade e popularidade dos artistas ====
As opiniões publicadas na Pitchfork têm ganhado crescente relevância no meio cultural digital nos últimos anos. Alguns dos principais meios de comunicação veem o site como um medidor da cena musical independente, e citações positivas de suas resenhas são cada vez mais utilizadas nos comunicados de imprensa e afixadas em encartes de discos.
 
* Lee Sargent, membro da banda Clap Your Hands Say, discutiu o impacto da influência da Pitchfork em seu álbum, dizendo: "A questão sobre uma publicação como a Pitchfork é que eles podem decidir quando isso acontece. Você sabe o que eu quero dizer? Eles podem dizer, 'Nós vamos acelerar o processo de sucesso e isso vai acontecer... agora!' E isso foi um grande impacto para nós, porque perdemos o controle de tudo." <ref>{{citar web|URL = http://www.tinymixtapes.com/features/clap-your-hands-say-yeah|título = Clap Your Hands Say Yeah: Interview|data = 01.2006|acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Chris Ruen|publicado = Tiny Mix Tapes}}</ref>
 
=== Críticas ===
Uma queixa comum sobre a Pitchfork é a de que a linha editorial do sítio sofre de uma visão estreita quanto à música independente, favorecendo o [[lo-fi]] e muitas vezes o [[indie rock]] obscuro e dando tratamento superficial para outros gêneros. <ref name=":1">{{citar web|URL = http://www.citypages.com/2006-06-14/news/the-pitchfork-effect/|título = The Pitchfork Effect|data = 14.06.2006|acessadoem = 23 de novembros e 2014|autor = |publicado = City Pages}}</ref> Alguns críticos têm sugerido que o site classifica álbuns de cenas musicais particulares ou certos artistas de forma mais favorável, a fim de reforçar a sua influência quando tal música se torna popular. <ref>{{citar web|URL = http://www.slate.com/articles/arts/music_box/2006/11/die_pitchfork_die.html|título = Die, Pitchfork, Die!|data = |acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Matthew Shaer|publicado = Slate}}</ref>
 
A maioria das críticas, no entanto, foca no estilo de resenhar álbuns do sítio. Os críticos argumentam que o site com frequência enfatiza a própria escrita do resenhista no lugar da música real que está sendo resenhada, às vezes nem mesmo resenhando o álbum e, em vez disso, criticando a integridade do artista. <ref name=":1" /> A Pitchfork é também conhecida por dar nota "0.0", considerando o trabalho resenhado como totalmente sem valor. Um crítico escreveu que a nota "0.0" da Pitchfork para um álbum específico pode ser tida como não mais do que um "golpe de publicidade barata" para um site que "vive da controvérsia". <ref>{{citar web|URL = http://www.dustedmagazine.com/features/651|título = All Y'All Haters|data = |acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Charlie Wilmoth|publicado = Dusted Magazine}}</ref>
 
=== The Pitchfork Review ===
Em [[14 de dezembro]] de [[2013]], <ref>{{citar web|URL = http://www.hollywoodreporter.com/earshot/music-site-pitchfork-launch-quarterly-659052|título = Music Site Pitchfork to Launch Quarterly Print Magazine|data = 22.11.2013|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = |publicado = The Hollywood Reporter}}</ref> a Pitchfork estreou, com a primeira edição, a The Pitchfork Review, uma revista impressa trimestral de largo material escrito de música e conteúdo com foco em [[design]], <ref>{{citar web|URL = http://www.fastcompany.com/3021979/pitchfork-to-launch-print-publication-the-pitchfork-review|título = Pitchfor to launch $19.96 print publication, "The Pitchfork Review"|data = |acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Evie Nagy|publicado = Fast Company}}</ref> inspirada no [[The New Yorker]]. <ref>{{citar web|URL = http://www.ibtimes.com/pitchfork-media-takes-stab-print-pitchfork-review-can-it-save-music-magazines-1481480|título = Pitchfork Media Takes A Stab At Print With The Pitchfork Review: Can It Save Music Magazines?|data = 21.11.2013|acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Christopher Zara|publicado = International Business Times}}</ref>
 
=== Festivais de música ===
[[File:Kendrick Lamar Pitchfork 2012.jpg|thumb|[[Kendrick Lamar]], na edição de 2012 do Pitchfork Music Festival.]]
 
==== Intonation Music Festival ====
Em 16 e 17 de julho de 2005, a Pitchfork foi responsável pela curadoria do Intonation Music Festival, <ref>{{citar web|URL = http://www.nytimes.com/2005/07/19/arts/music/19pitc.html?_r=0|título = Indie Bands That Made the Grade in Webland|data = 19.07.2005|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Kelefa Sanneh|publicado = The New York Times}}</ref> atraindo cerca de 15.000 espectadores ao Chicago Union Park, que contou com apresentações de 26 bandas e artistas, incluindo [[Diplo]], [[Broken Social Scene]], [[The Decemberists]], [[Death From Above 1979]], [[Four Tet]] e [[Tortoise]]. <ref>{{citar web|URL = http://www.billboard.com/articles/news/62055/intonation-fest-offers-musical-bang-for-the-buck|título = The Intonation Music Festival opened its gates at Chicago's Union Park over the weekend (July 16-17) and managed to achieve a goal for all first-year festivals: it sold out.|data = 19.07.2005|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = |publicado = Billboard}}</ref>
 
==== Pitchfork Music Festival ====
Em 29 e 30 de julho de 2006, a publicação organizou a primeira edição de seu próprio evento de música, Pitchfork Music Festival, no mesmo parque de Chicago. O evento atraiu mais de 18.000 pessoas por dia. Mais de 40 bandas e artistas se apresentaram no festival inaugural, incluindo [[Spoon]], [[Yo La Tengo]] e, como ''headliners'', os então recém-reunidos ícones da [[Tropicália]], [[Os Mutantes]]. <ref>{{citar web|URL = http://www.billboard.com/articles/news/57667/pitchfork-music-festival-july-29-30-2006-chicago-union-park|título = On the scorching hot first day of Chicago's Pitchfork Music Festival, there was one band that was able to inspire an audience clap-along without any prodding from the stage. That band was Britain's Ar|data = 31.07.2006|acessadoem = 29 de novembro e 2014|autor = |publicado = Billboard}}</ref>
=== Sítios subsidiários ===
 
==== Pitchfork.tv ====
Em [[07 de abril]] de [[2008]], a Pitchfork Media lançou Pitchfork.tv, um canal audiovisual online com [[videoclipe|videoclipes]], [[Documentário|documentários]] e outras produções relacionadas a bandas de música independente. Ele apresenta bandas que são normalmente encontradas no site principal, Pitchfork. <ref>{{citar web|URL = http://mashable.com/2008/03/04/pitchforktv/|título = Pitchfork Media to Launch Documentary Network for Music|data = 04.03.2008|acessadoem = 29 de novembro e 2014|autor = Kristen Nicole|publicado = Mashable}}</ref> <ref>{{citar web|URL = http://blogs.suntimes.com/music/2008/03/pitchfork_founder_and_indieroc_1.html|título = Pitchfork's Ryan Schreiber talks about the new future of the site|data = 05.03.2008|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Jim DeRogatis|publicado = Chicago Sun-Times}}</ref>
 
==== Altered Zones ====
Em [[7 de julho]] de [[2010]], a Pitchfork Media anunciou Altered Zones, um agregador de blogs dedicado à música ''undreground'' e "[[DIY]] music". <ref>{{citar web|URL = http://pitchfork.com/news/39381-pitchfork-launches-altered-zones/|título = Pitchfork Launches Altered Zones|data = 07.07.2010|acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = |publicado = Pitchfork}}</ref> Altered Zones foi encerrado em 30 de novembro de 2011. <ref>{{citar web|URL = http://www.theguardian.com/music/musicblog/2010/jul/08/joys-music-blogging|título = Have we forgotten the joys of music blogging?|data = 08.07.2010|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Sian Rowe|publicado = The Guardian}}</ref>
 
==== Nothing Major ====
Em [[26 de dezembro]] de [[2012]], a Pitchfork Media lançou Nothing Major, um site que cobre as artes visuais, tais como [[belas artes]] e [[fotografia]]. <ref>{{citar web|URL = http://pitchfork.com/news/49011-welcome-to-nothing-major/|título = Welcome to Nothing Major|data = 26.12.2012|acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = |publicado = Pitchfork}}</ref> Nothing Major foi fechado em 16 de outubro de 2013. <ref>{{citar web|URL = http://nothingmajor.com/features/92-so-long-for-now/|título = So Long for Now|data = 16.10.2013|acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = |publicado = Pitchfork}}</ref>
 
==== The Dissolve ====
Em [[10 de julho]] de [[2013]], a Pitchfork Media lançou The Dissolve, braço dedicado a resenhas, notícias, comentários e conteúdo especial sobre [[cinema]]. <ref>{{citar web|URL = http://pitchfork.com/news/50949-introducing-the-dissolve-a-new-film-site/|título = Introducing The Dissolve, A New Film Site|data = 30.05.2013|acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = |publicado = Pitchfork}}</ref>
 
=== Premiações da Pitchfork ===
[[Ficheiro:Kanye-MBDTF.png|thumb|O álbum [[My Beautiful Dark Twisted Fantasy]], do artista estadunidense [[Kanye West]], recebeu nota 10, uma das poucas notas máximas na história recente da Pitchfork, cuja resenha é considerada uma das mais memoráveis da história da publicação. <ref>{{citar web|URL = http://www.dummymag.com/lists/pitchfork-15-most-significant-reviews|título = The 15 most significant Pitchfork reviews|data = 17.08.2011|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = |publicado = Dummy Magazine}}</ref>]]
==== "Pitchfork Album of the Year" ====
{| class="wikitable"
!Ano
|}
 
==== "Pitchfork Track of the Year" ====
{| class="wikitable"
!Ano
{{Referências|col=3}}
 
=== {{Ligações externas}} ===
* {{Link||2=http://www.pitchforkmedia.com |3=Pitchfork Media}}
* {{Link||2=http://pitchfork.com/tv/ |3=Pitchfork TV}}
90 015

edições