Diferenças entre edições de "Clivagem (embriologia)"

18 bytes removidos ,  12h36min de 10 de novembro de 2015
m
v1.37b - Corrigido usando WP:PCW (Hierarquia de cabeçalhos)
m (Correção de espaçamento)
m (v1.37b - Corrigido usando WP:PCW (Hierarquia de cabeçalhos))
Os organismos de estudo na biologia do desenvolvimento foram escolhidos por características que agradavam os pesquisadores, como no caso do ouriço-do-mar, já que seus gametas eram facilmente obtidos em grande número, os oócitos, óvulos e embriões são transparentes, e a fertilização e desenvolvimento podem ocorrer em condições laboratoriais. Tais organismos foram estudados ao decorrer dos anos por diversos cientistas, que permitiu adquirir ricas informações do processo de clivagem.
 
==== Ouriço-do-mar ====
[[Echinoidea|Ouriços-do-mar]] possuem clivagem holoblástica radial.
 
-       Na sexta clivagem, as células do pólo animal se dividem meridionalmente, enquanto as células do pólo vegetal se dividem equatorialmente, sendo que esse padrão é invertido na sétima clivagem. A partir disto, o embrião é uma blástula de 128 células, onde o padrão de divisões se torna menos regular.
 
==== Caracol ====
[[Caracol|Caracóis]] são organismos que apresentam clivagem espiral holoblástica.
 
-      Em cada clivagem sucessiva, cada macrômero gera um pequeno micrômero no pólo animal. Cada quarteto de micrômeros é deslocado para a direita ou esquerda do seu macrômero-irmão, criando um padrão espiral.
 
==== Tunicados ====
Os [[Urochordata|tunicados]] apresentam clivagem bilateral holoblástica.
 
-       Durante as três próximas clivagens, diferenças no tamanho da célula e formato são destacam a simetria bilateral desses embriões. No estágio de 64 células, uma pequena blastocele é formada e a gastrulação inicia do pólo vegetal.
 
==== Caenorhabditis elegans ====
[[Caenorhabditis elegans|C. elegans]] apresenta clivagem rotacional holoblástica, que durante as primeiras clivagens, cada divisão assimétrica produz uma célula fundadora (denominada AB, E, MS, C e D) que produz diferentes descendentes e uma [[célula-tronco]] (linhagem P1-P4).
 
-       Durante a segunda clivagem, a célula fundadora (AB) divide-se equatorialmente enquanto a célula P1 divide-se meridionalmente para produzir outra célula fundadora (SEM) e uma célula tronco posterior (P2). A linhagem de células tronco sempre passa por divisões meridionais para produzir uma célula fundadora anterior e uma célula posterior que irá continuar a linhagem da célula tronco.
 
==== Drosophila melanogaster ====
[[Drosophila melanogaster|D. melanogaster]], assim como a maioria dos insetos, passam por clivagem superficial, onde uma massa de vitelo concentrada centralmente confina a clivagem nas bordas do citoplasma do embrião.
 
-       No décimo terceiro ciclo de divisão, a membrana plasmática do oócito dobra para dentro entre os núcleos, eventualmente particionando cada núcleo somático em uma única célula. Esse processo cria o blastoderma celular, em que todas as células estão arranjas em uma capa única que circunda o centro do embrião que contém o vitelo. Esse blastoderma celular é composto aproximadamente de 6000 células e é formada em após 4 horas da fertilização.
 
==== Anfíbios ====
Clivagem na maioria dos [[Sapo|sapos]] e [[Caudados|salamandras]] é do tipo radialmente simétrica e holoblástica, como nos ouriços-do-mar. Entretanto, o embrião do anfíbio possui muito mais vitelo, que está concentrado no pólo vegetal, que impede a clivagem.
 
-       Conforme a clivagem progride, o pólo animal se torna um pacote de numerosas células pequenas, enquanto o pólo vegetal contém um número menor de grandes macrômeros cheios de vitelo.
 
==== Peixes ====
A maioria dos [[Osteichthyes|peixes ósseos]] possuem clivagem discoidal meroblástica, onde o embrião é formado a partir de uma fina região do citoplasma do pólo animal do embrião chamada blastodisco, já que o resto do embrião é ocupado por vitelo.
 
-       Começando por volta da décima divisão celular, o começo da transição de meio-blástula pode ser detectada: transcrição gênica zigótica começa, a divisão celular desacelera e os movimentos celulares tornam-se evidentes. Nesse ponto, três tipos de células podem ser distinguidas: a camada sincicial vitelínica, que é formada por celular do pólo vegetal da blastoderme que se fundiram com células vitelínicas subjacentes; a camada do envelope, que é feita de células superficiais da blastoderme, sendo uma cobertura protetora extra-embrionária; e as células profundas, que são as células que gerarão o embrião em si.
 
==== Aves ====
Assim como os peixes, as [[aves]] possuem uma clivagem discoidal meroblástica, ocorrendo somente no blastodisco.
 
-       Nesse estágio, as células que estão no centro da blastoderme morrem, criando a área pelúcida, parte responsável pela formação da maior parte do embrião. A anel periférico das células da blastoderme que não morreram constituem a área opaca. Entre a área pelúcida e a área opaca está uma fina camada chamada zona marginal. Algumas células da zona marginal se tornam muito importantes para a determinação do destino da célula durante o desenvolvimento inicial das aves.
 
==== Mamíferos ====
[[Mamíferos]] possuem clivagem rotacional, ou seja:
 
90 236

edições