Abrir menu principal

Alterações

238 bytes adicionados ,  18h07min de 11 de novembro de 2015
Corrigi erro de ortografia.
[[Ficheiro:Tamandaré.JPG|direita|thumb|200px|Homenagem àa [[Joaquim Marques Lisboa|Tamandaré]]. em [[Belo Horizonte]]]]
 
'''Homenagem''' (do [[Língua occitana|provençal]] ''omenatge'')<ref>FERREIRA, A. B. H. ''Novo dicionário da língua portuguesa''. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 903.</ref> é uma [[palavra]] que define retribuição de [[honra]], agradecimento, tornar público com um actoato de [[gratidão]] algum favor que forafoi prestado apor alguém. O ato de homenagear é antigo: desde os primórdios, as civilizações tribais [[Pré-história|pré-históricas]] homenageavam, com [[Ritual|rituais]] seus guerreiros e os seus [[Divindade|deus]]es. A homenagem pode ser com uma menção honrosa, com um [[prémio]] de reconhecimento ou simplesmente através de reconhecimento pessoal.
 
O ato de homenagear é antigo, desde os primórdios, as [[civilizações]] tribais pré-históricas, homenageavam com rituais seus guerreiros e os seus [[Deus]]es.
 
A homenagem pode ser com uma menção honrosa, com um [[prémio]] de reconhecimento ou simplesmente como reconhecimento pessoal.
 
== Homenagem feudal ==
Significava a submissão daquele que prestava ao que recebia a homenagem, num laço de [[vassalagem]]:
 
{{cquotequote2|
::''Eis dois homens frente a frente: um que quer servir; o outro, que aceita ou deseja ser chefe. O primeiro une as mãos e assim juntas coloca-as nas mãos do segundo [...] ao mesmo tempo a personagem que oferece as mãos pronuncia algumas palavras, muito breves, pelas quais se reconhece o homem de quem está na sua frente. Depois, chefe e subordinado beijam-se na boca: símbolo de acordo e de amizade. Eram estes os gestos que serviam para estabelecer um dos vínculos mais fortes que a época feudal conheceu.| [[Marc Bloch]]"''<ref name="a" />}}
 
{{Referências}}