Diferenças entre edições de "António Osório"

485 bytes adicionados ,  11h41min de 14 de dezembro de 2015
sem resumo de edição
(acrescentada Categoria:Bastonários da Ordem dos Advogados Portugueses)
{{Info/Escritor
|nome =António Osório
|nome completo =António Osório de Castro
|imagem =
|legenda =
|nascimento ={{nowrap|{{dni|lang=pt|1|8|1933}}}}
|local_nascimento=[[Setúbal]], {{POR}}
|género =[[Poesia]]
|movimento =
|obra-prima =''Planetário e Zoo dos Homens''
|influências =
|influenciados =
|prémios =[[Prémio P.E.N. Clube Português de Poesia]] (1991)
|website =
| cônjuge =
}}
'''António Osório''', nascido António Osório de Castro ([[Setúbal]], [[1 de agosto]] de [[1933]] ), é um [[escritor]] e [[poeta]] [[Portugal|português]], com antepassados galegos e italianos (com raízes corsas e florentinas). É o poeta do amor e da fulguração, dos afectos e dos silêncios, embora tivesse começado a escrever nos anos 50, apenas na década de 70 começa a publicar a sua poesia em livros. Poeta e advogado em Lisboa, foi Bastonário da [[Ordem dos Advogados Portugueses|Ordem dos Advogados]] entre 1984 e 1986, administrador da Comissão Portuguesa da Fundação Europeia da Cultura e presidente da Associação Portuguesa para o Direito do Ambiente. É, desde 4 de março de 1999, sócio correspondente nacional, na Classe de Letras, na 1ª Secção – Literatura e Estudos Literários, da Academia das Ciências de Lisboa.
 
==ObraObras==
 
 
==Obra==
* ''A Raiz Afectuosa (1972)
* ''A Ignorância da Morte (1978)