Diferenças entre edições de "Carro sobre lagarta anfíbio"

439 bytes adicionados ,  21h34min de 15 de dezembro de 2015
== Histórico de combate ==
[[Ficheiro:100329-M-6001S-166.jpg|miniaturadaimagem|esquerda|Fuzileiros americanos desembarcando de um AAV.]]
Cerca de 20 LVTP-7s construídos nos [[Estados Unidos]], foram utilizados ​​pela [[Argentina]] durante a [[Operação Rosário]] (invasão das [[ilhas Falklands]] em 1982), com todos os veículos retornando para o continente argentino antes do fim da guerra. De 1982 a 1984, os LVT-7s foram implantados com os ''United States Marine Corps'' como parte da [[Força Multinacional no Líbano]]. Conforme os Marines se tornaram cada vez mais envolvidos nas hostilidades, vários veículos sofreram danos menores a partir de estilhaços e pequenas armas de fogo. Em 25 de outubro de [[1983]], os LVT-7s dos USMC realizaram um desembarque anfíbio de grande sucesso na ilha de [[Granada (país)|Granada]], como parte da [[Invasão de Granada|Operação Urgent Fury]]. Foram muito utilizados na [[Guerra do Golfo]] de [[1991]] e na [[Invasão do Iraque em 2003]], e tem sido criticado por oferecer pouca proteção para a tripulação e os soldados, em comparação com outros veículos, como o M2 Bradley. Oito deles foram desativados ou destruídos durante a [[Batalha de Nasiriyah]], onde enfrentaram [[Lança-granadas-foguete|RPGs]], [[morteiro]]s, [[Carro de combate|carros de combate]], e [[artilharia]]. Pelo menos um veículo foi destruído pelo fogo amigo de aviões de ataque [[A-10 Thunderbolt II|A-10 Warthog]]. AAV-7A1s também foram utilizados ​​extensivamente na [[Unified Task Force]], Além da Argentina também o Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil utiliza os LVT7 armados com torreta de canhão 20mm controlada remotamente e com capacidade expandida para transporte de 35 militares completamente equipados e para mitigar a baixa blindagem são equipados copm pods de blindagem extra nas laterais.
 
Para a sua missão o Batalhão de Viaturas Anfíbias da Tropa de Reforço da Divisão Anfíbia do Fuzileiros Navais do Brasil baseados na Base de Fuzileiros Navais da Ilha das Flores em Niterói, Rio de Janeiro/RJ, conta com modernos LVT7 chamados no Brasil de Clanf.
* 22 Clanf de Transporte de Pessoal
* 02 Clanf de Comando
* 02 Clanf de Socorro
 
== Ver também ==
Utilizador anónimo