Abrir menu principal

Alterações

29 bytes adicionados, 03h06min de 1 de janeiro de 2016
m
Bot: Correcção de afluentes
'''''Citações do Presidente Mao Tsé-Tung''''' ([[Chinês simplificado]]: 毛主席语录; [[pinyin]]: Máo - zhǔxí yǔlù) ou '''''O Pequeno Livro Vermelho''''' (Chinês simplificado: 红宝书) ou ainda '''''O Livro Vermelho''''' ou '''''O Livrinho Vermelho''''' (Chinês simplificado: 小红书) como é mais conhecido no [[Ocidente]], e conforme sugere o próprio nome, é uma [[coletânea]] de citações do presidente da [[República Popular da China]] [[Mao Tsé-Tung]], e uma forma de [[culto à personalidade|culto à sua personalidade]]. Foi organizado por [[Lin Piao]], ministro da Defesa de Mao.<ref>''[[Mao: A História desconhecida]]''. Jon Halliday e Jung Chang. Tradução de Pedro Maio Soares. Editora Companhia Das Letras. ISBN 85-359-0873-0</ref> O livro possui 33 capítulos. Seus tópicos abordam a [[ideologia]] de Mao, conhecido no Ocidente como [[Maoismo]] ou, oficialmente, como "Pensamento de Mao Tsé-Tung". Inicialmente publicado na China, teve distribuição internacional após abril de [[1964]].
 
A distribuição [[subsídio|subsidiada]] deste livro pelo governo comunista chinês fez com que ''O Livro Vermelho'' se tornasse o segundo livro mais [[Anexo:Lista de livros mais vendidos|vendido na história]], atrás apenas da [[Bíblia]], tendo aproximadamente 900 milhões de cópias impressas.{{carece de fonte}} A popularidade do livro está ligada ao fato de que é uma exigência "não-oficial" para todo [[cidadão]] chinês possuir o livro, exigência essa que se fez notar especialmente durante a [[Revolução Cultural Chinesa|Revolução Cultural]].
 
Durante a Revolução Cultural, o livro passou a ser estudado não só nas [[escola]]s mas também sua leitura era exigida no [[mercado de trabalho]]. Todas os setores da sociedade, como [[indústria]], [[comércio]], [[agricultura]], administração civil e, nos setores militares, eram organizadas sessões de leitura do livro durante várias horas por dia, no trabalho.
882 754

edições