Velho Oeste: diferenças entre revisões

1 byte adicionado ,  16h43min de 3 de janeiro de 2016
sem resumo de edição
(Apenas exclui uma letra.)
Esta incessante e prolongada [[migração]] de pessoas para o oeste deslocou culturas ancestrais e oprimiu minorias étnicas de [[ameríndio]]s. Em contraste, o período suscitou importantes avanços na [[indústria]], [[comunicação|comunicações]] e [[agricultura]], à custa em vários casos de uma intensa exploração dos recursos humanos e naturais.
 
Estes eventos históricos, origem de um [[mito]] nacional nos Estados Unidos, têm sido recriados por diversas manifestações de arte. No [[cinema]], o génerogênero designa-se ''[[western]]'' e narra historiashistórias de ''[[cowboy]]s'', pioneiros, [[ameríndio]]s, [[garimpeiro]]s, [[empresário]]s, etc. Histórias de pessoas de variadas condições que empreenderam a aventura do oeste com a esperança de alcançar o êxito pessoal mas que acabaram muitas vezes confrontados com a [[justiça]] ou com a fatalidade do destino. Os estudos atuais consideram que por trás desta mistificação esconde-se uma realidade complexa e que há a tendência de reconsiderar o papel de todos os atores que participaram naquela conjuntura social, econômica e cultural que foi a fronteira dos EUA no [[século XIX]].
 
== A fronteira na história dos EUA ==
Utilizador anónimo