Abrir menu principal

Alterações

1 byte adicionado ,  11h28min de 28 de janeiro de 2016
→‎Morte: Ano da morte e acentuação da palavra "câncer".
Torna-se professor da [[Universidade de Cornell]] e em seguida do [[Instituto de Tecnologia da Califórnia]] (Caltech), onde atuou como professor por 35 anos e ministrou 34 cursos, sendo 25 deles cursos de pós graduação avançados, os demais cursos eram, basicamente, introdutórios de pós graduação, salvo o curso de iniciação à física ministrado para alunos dos 1° e 2° anos durante os anos de 1961-1962 e 1962-1963, cursos que originaram uma de suas mais conceituadas obras, o [[Feynman Lectures on Physics]] publicado originalmente em 1963. Dois anos depois, em 1965, Feynman recebeu o [[Nobel de Física]] por seu trabalho na [[eletrodinâmica quântica]]. Além disso, concebeu a ideia de [[computação quântica]] e participou da comissão que investigara o acidente do [[ônibus espacial]] [[Challenger]], ocorrida em 28 de janeiro de 1986.{{sem fontes}}
== Morte ==
Feynman tinha duas formas raras de cancêrcâncer, liposarcoma e macroglobulinemia de Waldenström, morrendo logo após uma última tentativa de cirurgia em 15 de fevereiro, 19891988, aos 69 anos de idade. Suas últimas palavras foram registradas como: "Eu odiaria morrer duas vezes. É tão tedioso."
== Contribuições à física ==
A maior contribuição de Feynman à [[Física]] foi o desenvolvimento da [[eletrodinâmica quântica]], a qual foi desenvolvida paralelamente por [[Julian Schwinger]] e [[Sin-Itiro Tomonaga]]. Nela, utiliza o método da [[integral de caminho]].
 
Na [[década de 1950]], Feynman trabalhatrabalhou na teoria das interações fracas, e nos anos 1960, ele trabalhou na teoria das interações fortes.
 
Também trabalhou na [[superfluidez]] do hélio líquido.
Utilizador anónimo