Diferenças entre edições de "Marco Emílio Paulo (cônsul em 255 a.C.)"

 
== Consulado (255 a.C.) ==
Foi eleito cônsul com [[Sérvio Fúlvio Petino Nobilior]]<ref name="fasti.capitolini.-483">[[Fasti Capitolini]] [http://www.attalus.org/translate/fasti2.html <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref> em 255 a.C., o décimo ano da [[Primeira Guerra Púnica]]. No início do ano, [[Marco Atílio Régulo]] foi derrotado na África pelos [[cartagineses]] liderados pelo [[espartanos|espartano]] [[Xantipo (general)|Xantipo]] na [[Batalha de Túnis]] e o resto de seu exército estava cercado em [[Clupea (cidade)|Clupea]] ([[Kélibia]]?). Tão logo o [[Senado Romano|Senado]] soube do desastre, enviou os dois cônsules à frente de uma frota com pelo menos 300 navio para tentar salvá-los. Depois de abandonarem a ilha de Cossura ([[Pantelleria]]), os romanos encontraram a frota cartaginesa perto do [[promontório]] de ''Hermanean'', onde conseguiram uma brilhante vitória.
 
Durante a viagem de volta da África, os pilotos advertiram os cônsules para que evitassem a costa meridional da Sicília, pois eram frequentes na região tempestades violentas. Porém, nenhum deles seguiu os conselhos e, perto de [[Camarina]], as esquadras foram surpreendidas por uma terrível tempestade que destruíram quase toda a frota, tanto que as costas de Camarina e [[Pachino]] ficaram repletas de destroços e cadáveres.
198 339

edições