Diferenças entre edições de "Lógica subjetiva"

9 bytes adicionados ,  16h03min de 14 de fevereiro de 2016
sem resumo de edição
m (Link repair: Lógica Probabilística -> Lógica probabilística - You can help!)
{{mais notas||ci|data=março de 2014}}
A '''Lógicalógica Subjetivasubjetiva''' é um tipo de [[Lógicalógica probabilística]] que explicitamente leva a incerteza e a própria crença em consideração.
Em geral, a lógica subjetiva é adequada para modelar e analisar situações envolvendo incertezas e conhecimento incompleto.<ref name="J97">A. Jøsang. Raciocínio Artificial com Lógica Subjetiva. ''Procedimentos do Segundo Workshop Australiano sobre Raciocínio de Senso Comum'', Perth 1997. [http://www.unik.no/people/josang/papers/Jos1997-AWCR.pdf PDF]</ref><ref name="J01">A. Jøsang. Uma lógica para probabilidades incertas. ''[[International Journal of Uncertainty, Fuzziness and Knowledge-Based Systems]].'' 9(3), pp.279-311, Junho 2001. [http://www.unik.no/people/josang/papers/Jos2001-IJUFKS.pdf PDF]</ref> Por exemplo, isto pode ser usado para modelar ''Redes Verdades'' e para análise de [[Rede bayesiana| Redes Bayesianas]].
 
ArgumentosOs argumentos na lógica subjetiva são opiniões subjetivas sobre proposições. Uma opinião binomial se aplica a uma única proposição, e pode ser representada como uma [[Distribuição beta]]. Uma opinião multinomial se aplica à uma coleção de proposições, e pode ser representada como uma [[Distribuição de Dirichlet]]. Através de correspondência entre opiniões e distribuições Beta/Dirichlet, a lógica subjetiva provê uma álgebra para essas funções. Opiniões são relacionadas com a funções de crença da [[Teoria de Dempster-Shafer]].
 
Um aspecto fundamental da condição humana é que ninguém pode sempre determinar com certeza absoluta se uma proposições sobre o mundo é verdadeira ou falsa. Além disso, sempre que a verdade de uma proposição é expressa, isso é sempre feito por um indivíduo, e isto nunca pode ser considerado para representar uma crença geral e objetiva. Estas ideias filosóficas são diretamente refletidas no formalismo matemática da lógica subjetiva. Irracionalmente pode ser descrita em termos do que é conhecido como ''fuzzjetivo''.
 
==Opiniões subjetivas==
Opiniões subjetivas expressam crenças subjetivas sobre a verdade das proposições com graus de incerteza, e podem indicar propriedades de crença subjetiva sempre que requisitado. Uma opinião é usualmente denotada como <math>\omega^{A}_{x}</math> onde <math>A\,\!</math> é o subjetivo, também conhecido como proprietário de crença e <math>x\,\!</math> é a proposição para qual a opinião se aplica. Uma notação alternativa é <math>\omega(A:x)\,\!</math>. A proposição <math>x\,\!</math> é assumida a pertencer de um quadro de discernimento (também chamado de estado de espaço) e.g. denotado como <math>X\,\!</math>, mas o quadro é usualmente não incluído na notação de opinião. A proposição de um quadro é normalmente assumida exaustiva e mutualmente disjunta, e subjeções são assumidas para ter uma interpretação semântica comum das proposições. A subjeção, a proposição e seu quadro são atributos de uma opinião. Indicativos de propriedade de crença subjetiva é normalmente omitida semrpesempre que irrelevante.
 
===Opiniões binomiais===
Seja <math>x\,\!</math>ser uma proposição. Uma opinião binomial sobre a verdade de <math>x\,\!</math> é o quadruploquádruplo ordenado <math>\omega_{x} = (b,d,u,a)\,\!</math> onde:
 
{|
A visualização de opiniões multinomiais não é trivial. Opiniões trinomiais podem ser visualizadas como pontos dentro de uma pirâmide triangular, mas o aspecto 2D dos monitores de computador fariam isto impraticável. Opiniões com largas dimensões do que a trinomial não se prestam a visualização tradicional.
 
[[Distribuição de Dirichlet | Distribuições de Dirichlet]] são normalmente denotadas como <math>\mathrm{Dir}(\vec{\alpha})\,\!</math> onde <math>\vec{\alpha}\,\!</math> representa seus parâmetros. A distribuição de Dirichlet de uma opinião multinomial <math>\omega_{X} = (\vec{b},u,\vec{a})\,\!</math> é a função
<math>
\mathrm{Dir}(\vec{\alpha})</math> onde o vetor de componentes é dado por <math>\vec{\alpha}(x_i) = 2\vec{b}(x_i)/u+2\vec{a}(x_i)\,\!
38 326

edições