Diferenças entre edições de "The Satanic Verses"

96 bytes adicionados ,  18h02min de 16 de fevereiro de 2016
sem resumo de edição
| imagem =
| legenda =
| tradutor_br = Misael H. Dursan
| tradutor_pt = Ana Luísa Faria, Miguel Serras Pereira
| origem = {{UK}}
| idioma = [[Língua inglesa]]
| editora = Viking Press
| editora_pt = [[Círculo de Leitores]]
| editora_br = Companhia das Letras
| lançamento = 1989
| lançamento_pt = 1989
| lançamento_br = 1998
| páginas_pt = 493
| páginas_br = 523
| páginas = 546
| isbn_pt = 972-20-0746-7
| isbn_br = 8571647372
|precedido_por = ''Vergonha''
|seguido_por = ''[[Haroun e o Mar de Histórias]]''
}}
'''''The Satanic Verses''''' ({{BRPT|Literatura|Versos Satânicos|Os Versículos Satânicos}}) é uma obra literária do escritor [[Reino Unido|britânico]] de origem [[Índia|indiana]] [[Salman Rushdie]], editada em [[1989]].
 
O enredo desenvolve-se na [[Índia]] e na [[Inglaterra]] e o título refere-se a alguns versos do [[Corão]], conhecidos por versículos ''Gharanigh''. O livro conta as aventuras de dois [[índia|indianos]] [[muçulmanos]] que sobreviveram a um atentado a [[bomba]] de separatistas [[Sikhismo|''sikh'']] em um avião. Após a queda, na Inglaterra, um deles, ''Saladim Chamcha'', desenvolve chifres, cascos e um rabo. O outro, ''Gibreel Farishta'', cria um [[Halo (fenómeno óptico)|halo]] e sonha em conhecer o profeta ''Mahound'' (antigo termo pejorativo para [[Maomé]]).