Abrir menu principal

Alterações

1 byte adicionado ,  01h35min de 19 de fevereiro de 2016
m
Tal como a maioria dos [[mammalia|mamíferos]], os artiodátilos apareceram durante o [[Eoceno]] inferior (há cerca de 50 milhões de anos) e eram de pequenas dimensões (do tamanho de uma cabra atual), mas no [[Oligoceno]] eles atingiram grandes dimensões. Todos os atuais descendem da ordem [[Condylarthra]], [[extinção|extinta]] no período [[Cretácico]], há 65 milhões de anos.
 
No Eoceno superior (há 46 milhões de anos), já se tinham desenvolvido as três subordens atuais. No entanto, os artiodátilos estavam longe de serem os mamíferos herbívoros dominantes, pois os [[perissodátilo]]s, ordem que atualmente inclui os [[cavalo]]s e os [[rinoceronte]]s atualmente, eram muito mais numerosos. Os artiodátilos sobreviveram em [[nicho]]s "marginais", em [[habitat]]es mais pobres e foi provavelmente nessa altura que eles desenvolveram o seu complexo [[aparelho digestivo]].
 
Durante todo o [[Cenozóico]] apareceram 36 famílias de artiodátilos e os seus membros tinham já as formas a(c)tuais no [[Mioceno]] (há 20 milhões de anos, quando se desenvolveram as [[gramínea]]s). Durante aquele período, eles tornaram-se os mamíferos herbívoros dominantes, ao mesmo tempo que diminuiamdiminuiram os perissodátilos. Foi sugerido que foi a [[competição]] dos artiodátilos que fez diminui a população dos perissodátilos, ou então que o diminuição dos perissodátilos permitiu a radiação dos artiodátilos, mas até ao presente não se conhece o processo desta [[evolução]].
 
== Curiosidades ==