Diferenças entre edições de "Afonso da Guerra"

400 bytes removidos ,  12h42min de 21 de fevereiro de 2016
sem resumo de edição
(Desfeita a edição 44868925 de 94.133.176.87)
{{mais fontes}}
{{sem notas|data=setembro de 2015}}
{{Reciclagem|data=setembro de 2015}}
'''Afonso da Guerra''' ou '''Afonso de Cascais''' (13?? - [[Zamora]], Agosto de 1441) foi um nobre português.
 
==Biografia==
===Filiação===
[[Dom (título)|D.]] Afonso da Guerra era filho bastardo do Infante D. [[João de Portugal, Duque de Valência de Campos|João de Portugal]] e de mulher desconhecida.
 
===Primeiro casamento e descendência===
Casou em 1408 com Branca da Cunha (1399 - a. 1 de Maio de 1436), filha de [[João Afonso de Aregas]] e de sua mulher Leonor da Cunha. Em Carta de 4 de Julho de 1408, D. [[João I de Portugal]] promete, para o casamento de D. Afonso, seu (meio-)sobrinho, com D. Branca, filha do Doutor João das Regras, do seu [[Fidalgo do Conselho|Conselho]], 7.000 [[dobra]]s de [[ouro]] para comprarem [[Fazenda|herdades]]. Mas, porque tão cedo não lhes pode dar essa verba e "ele toma ora sua casa", dá-lhe, como 2.º [[Senhorialismo|Senhor]] Consorte de juro e herdade, os [[Reguengo]]s de [[Algés]] e de [[Oeiras e São Julião da Barra|Oeiras]] e todos os mais de [[Ribanar]], no termo de [[Lisboa]]. Como a noiva tinha, então, 9 anos de idade, tratou-se dum contrato de casamento, mas não o casamento ele próprio, para o que ela precisava de ter mais de 12 anos. O que não impede que o noivo, então, montasse a sua casa, como é expressamente referido. O casamento, portanto, deve ter-se realizado em 1411 ou 1412.
Utilizador anónimo