Diferenças entre edições de "Elisha Cuthbert"

102 bytes adicionados ,  02h13min de 22 de fevereiro de 2016
adição de imagem
(sem fontes)
(adição de imagem)
Em 2004, protagonizou o filme que aumentou sua fama e a listou como um [[símbolo sexual]], ''[[The Girl Next Door (filme de 2004)|The Girl Next Door]]'' (''Show de Vizinha'' no Brasil),<ref>{{citar web |url=http://www.adorocinema.com/filmes/show-de-vizinha/show-de-vizinha.asp |publicado=[[AdoroCinema]] |autor= |título=Adoro Cinema - Show de Vizinha |data= |acessodata= }}</ref> no qual ela interpretou "Danielle", uma ex-atriz [[pornografia|pornográfica]] que vai morar ao lado da casa de um estudante tímido e com pretensões políticas. Eles se apaixonam, mas logo o rapaz descobre o passado da namorada e aparece o antigo produtor de Danielle, querendo levá-la de volta à sua carreira. Após o sucesso do filme, Cuthbert se apresentou na ''The Girl Next Door Movie Premiere'' e ganhou duas indicações ao [[MTV Movie Awards]]: [[MTV Movie Awards|MTV Movie Award de Melhor beijo]] e [[MTV Movie Awards|MTV Movie Award de Melhor revelação feminina]].
 
O filme seguinte foi ''[[The Quiet]]'' (''O Preço do Silêncio''),<ref>{{citar web |url=http://br.cinema.yahoo.com/filme/13978 |publicado=Br.cinema.yahoo.com |autor= |obra= [[Yahoo!]] |título=O Preço do Silêncio |data= |acessodata= }}</ref> em 2005, no qual interpretou a filha de um casal com quem uma garota [[surdez|surda]] vai viver e que a maltrata. Ainda em 2005, participou em um filme de [[Terror (gênero)|terror]] [[Austrália|australiano]] que lembra ''[[Sexta-Feira 13 (2009)|Sexta-Feira 13]]'' e ''[[The Texas Chain Saw Massacre|O Massacre da Serra Elétrica]]'': ''[[House of Wax (filme de 2005)|House of Wax]]'' (''Casa de Cera'').<ref>{{citar web |url=http://www.agalaxia.com.br/dvd/resenhas/casa_cera.htm |publicado=Agalaxia.com.br |autor= |obra= |título=A Galáxia |data= |acessodata= }}</ref> Um grupo de jovens viaja para ver uma partida de [[futebol]]. No caminho, eles encontram uma família de assassinos, abandonados em uma pequena cidade, a qual eles “decoraram” com restos mortais de suas inúmeras vítimas – eles usam corpos humanos embebidos em [[cera]] para substituir as estátuas que foram destruídas em um [[incêndio]]. A atriz foi indicada ao [[Teen Choice Award]] em três categorias: [[Teen Choice Awards|Melhor luta]], [[Teen Choice Award|Melhor Atriz de Cinema – Acção/Aventura/Suspense]] e [[Teen Choice Awards|Escolha de Rumble]]. Após o grande sucesso comercial do filme, Cuthbert teve sua fama aumentada ainda mais e se apresentou em diversas ''premiéres'' e festivais como: [[Tribeca Film Festival]], [[Los Angeles Film Festival]], [[New York Film Festival]], Leicester Square in London, entre outros.[[Ficheiro:The_cast_of_24_2009.jpg|thumb|[[Elisha Cuthbert|Cuthbert]] juntamente com o elenco da [[24 (telessérie)|série 24 Horas]] em 2009.|left]]Em 2007, apareceu em ''[[Captivity]]''<ref>{{citar web |url=http://br.cinema.yahoo.com/filme/14508 |publicado=Br.cinema.yahoo.com |autor= |obra= [[Yahoo!]] |título=Yahoo |data= |acessodata= }}</ref> (''Cativeiro''). Aqui ela é "Jennifer Tree", uma [[Modelo (profissão)|modelo]] que é raptada por um [[Fã-clube|fã]] [[psicopata]] e mergulhada em um ''[[Suspense|thriller]]'' [[Psicologia|psicológico]]. Após o lançamento mundial, Cuthbert recebeu críticas mistas por sua atuação, e nomeada ao [[Framboesa de ouro]] de pior atriz e também foi indicada ao [[Teen Choice Award]]: Atriz de Cinema de Terror / Suspense. Em 2008, protagonizou<ref>{{citar web |url=http://www.cinepop.com.br/noticias/mysassy_1.htm |publicado=Cinepop.com.br |autor= |obra= |título=Cine Pop |data= |acessodata= }}</ref> ''[[My Sassy Girl (2008)|My Sassy Girl]]'' (''Ironias do amor''), um filme no qual ela primeiro corteja e depois despreza um jovem tímido e idealista. Ela estrelou ''Guns,'' [[minissérie]] canadense.
 
Em 2007, apareceu em ''[[Captivity]]''<ref>{{citar web |url=http://br.cinema.yahoo.com/filme/14508 |publicado=Br.cinema.yahoo.com |autor= |obra= [[Yahoo!]] |título=Yahoo |data= |acessodata= }}</ref> (''Cativeiro''). Aqui ela é "Jennifer Tree", uma [[Modelo (profissão)|modelo]] que é raptada por um [[Fã-clube|fã]] [[psicopata]] e mergulhada em um ''[[Suspense|thriller]]'' [[Psicologia|psicológico]]. Após o lançamento mundial, Cuthbert recebeu críticas mistas por sua atuação, e nomeada ao [[Framboesa de ouro]] de pior atriz e também foi indicada ao [[Teen Choice Award]]: Atriz de Cinema de Terror / Suspense. Em 2008, protagonizou<ref>{{citar web |url=http://www.cinepop.com.br/noticias/mysassy_1.htm |publicado=Cinepop.com.br |autor= |obra= |título=Cine Pop |data= |acessodata= }}</ref> ''[[My Sassy Girl (2008)|My Sassy Girl]]'' (''Ironias do amor''), um filme no qual ela primeiro corteja e depois despreza um jovem tímido e idealista. Ela estrelou ''Guns,'' [[minissérie]] canadense.
 
Em 2009, protagonizou o filme ''Minhas Seis Esposas''<ref>http://www.rottentomatoes.com/m/the-six-wives-of-henry-lefay/&ei=VsKGKHO3&lc=pt-BR&s=1&m=188&ts=1445970332&sig=APONPFlQOnNgw9dqWwUR1p89Y_jzXYoBbA</ref>, e também fez um ensaio sensual para revista "[[Complex]]", dando depois uma entrevista onde afirmou que prefere que reparem mais nela do que em seus seios.<ref>http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI25389-15260,00-ELISHA+CUTHBERT+FAZ+ENSAIO+SENSUAL+PARA+A+COMPLEX.html</ref> Ainda em dezembro de 2009, a [[American Broadcasting Company|ABC]] disse Cuthbert se juntou ao elenco da [[Série de televisão|série]] [[The Forgotten (telessérie)|''The Forgotten'']] em um papel recorrente como "Maxine Denver", uma profissional de [[Chicago]].<ref>[http://www.tvguide.com/News/Elisha-Cuthbert-Joins-1012895.aspx "Elisha Cuthbert Joins The Forgotten"]</ref>
 
=== 20102011-presente ===
[[Ficheiro:Elisha in American Music Awards.jpg|thumb|Elisha no [[American Music Awards]] em 2012]]
[[Ficheiro:The_cast_of_24_2009.jpg|thumb|[[Elisha Cuthbert|Cuthbert]] juntamente com o elenco da [[24 (telessérie)|série 24 Horas]] em 2009.]]De abril de 2011 à maio de 2013, Cuthbert protagonizou como "[[Alex Kerkovich]]" por três temporadas a série de [[comédia]] do [[American Broadcasting Company|ABC]] ''[[Happy Endings]]'', ao lado de [[Eliza Coupe]], [[Zachary Knighton]], [[Adam Pally]], [[Damon Wayans Junior|Damon Wayans Jr]]. e [[Casey Wilson]].<ref>[http://www.digitalspy.com/tv/news/a314353/elisha-cuthbert-wanted-break-from-drama.html "Elisha Cuthbert 'wanted break from drama'"]</ref> A série foi inicialmente criticada, sendo negativamente comparada a vários semelhantes "[[sitcoms]]" - ''Perfect Couples'', [[Mad Love|''Mad Love'']], ''Traffic Light'' and [[Friends with Benefits (série de televisão)|''Friends with Benefits'']],<ref>[http://blog.zap2it.com/frominsidethebox/2011/04/happy-endings-review-havent-we-met-before.html "'Happy Endings' review: Haven't we met before?"]</ref> no entanto, ao longo da primeira temporada, as opiniões dos [[Críticos de Cinema|críticos]] tornou-se muito mais quente - com alguns admitindo que ele (David Caspe) tinha crescido com ela e que tinha melhorado.<ref>[http://blog.zap2it.com/frominsidethebox/2011/05/happy-endings-season-2-is-at-the-top-of-our-tv-wish-list.html "'Happy Endings' Season 2 is at the top of our TV wish list"]</ref><ref>[http://www.hitfix.com/blogs/whats-alan-watching/posts/review-a-second-opinion-on-abcs-happy-endings "Review: A second opinion on ABCs Happy Endings"]</ref> [[BuddyTV]] classificou ''[[Happy Endings]]'' # 7 na sua lista de 2011 de "os melhores novos programas de TV".<ref>[http://www.buddytv.com/slideshows/game-of-thrones/the-11-best-new-tv-shows-of-2011-84679.aspx "The 11 Best New TV Shows of 2011"]</ref> A segunda temporada de ''[[Happy Endings]]'' recebeu aclamação da crítica generalizada, desembarcando em várias listas de revistas de "Melhores do Ano", ''[[New York Magazine]]'',<ref>http://nymag.com/arts/cultureawards/2011/top-ten-tv-shows/</ref> [[The A.V. Club]],<ref>http://www.avclub.com/articles/best-tv-of-2011,66838/2/</ref>  "Hulu",<ref>http://blog.hulu.com/2011/12/15/the-best-comedies-of-2011-10-6/</ref> a [[Associated Press]],<ref>http://articles.boston.com/2011-12-19/ae/30534921_1_kelsey-grammer-low-ratings-ricky-gervais</ref> o [[Pittsburgh Post-Gazette]],<ref>http://www.post-gazette.com/pg/11356/1198492-67-0.stm</ref> e [[Yahoo]]!<ref>http://tv.yahoo.com/slideshow/813/photos/1</ref> todos incluíram a série no topo de "''os programas de televisão de 2011''". Cuthbert foi indicada ao [[Online Film & Television Association]] em 2012 e 2013 na categoria de "[[Prémio Online Film & Television Association|Melhor elenco em uma série de comédia]]" e [[TV Guide Awards]] de [[TV Guide Awards|Elenco Favorito]], a série também foi indicada a outros 28 prêmios, incluindo o [[Satellite Awards]] de [[Satellite Awards|Melhor série de televisão de comédia ou musical]]. Apesar de aclamação da crítica e com um culto seguinte, a série foi cancelada pela [[American Broadcasting Company|ABC]] após a conclusão de sua terceira temporada em maio de 2013 por causa do agendamento errático da [[American Broadcasting Company|ABC]], resultando numa das classificações mais baixas na temporada e posteriormente cancelada, foi chamado de uma das "piores decisões TV" da temporada de 2012-13 pela ''[[New York Magazine|New York]]'' [[New York Magazine|magazine]].<ref>[http://www.vulture.com/2013/06/best-and-worst-tv-strategies.html "The Best and Worst TV Strategies"]</ref>
 
Em fevereiro de 2014, Cuthbert assinou um contrato para desempenhar o papel principal feminino na nova [[Seriado|série]] de comédia da [[National Broadcasting Company|NBC]] ''[[One Big Happy]]'' de Liz Feldman e [[Ellen DeGeneres]]. Cuthbert estrela como Lizzy, uma lésbica que engravida de seu melhor amigo, Lucas (interpretado por [[Nick Zano]]), porém Lucas conhece e se casa com o amor de sua vida, Prudence.<ref>[http://www.hollywoodreporter.com/live-feed/nick-zano-star-nbcs-lesbian-678880 "Nick Zano to Co-Star in NBC's Lesbian Comedy"]</ref> A série foi condenada a 6 episódios, em 09 de maio de 2014 e estreou no meio da temporada, no início de 2015. A série foi cancelada após uma temporada. Ainda em 2014, Elisha teve uma pequena participação no filme ''[[Just Before I go|Just Before I Go]]''.
288

edições