Diferenças entre edições de "Charinus"

271 bytes adicionados ,  11h33min de 2 de março de 2016
A lista de espécies foi atualizada para incluir as espécies descritas recentemente
(A lista de espécies foi atualizada para incluir as espécies descritas recentemente)
 
'''''Charinus''''' (Simon, 1892) é o maior gênero da ordem [[Amblypygi]]<ref>Harvey, M.S., 2003. Catalogue of the Smaller Arachnid Orders of the World – Amblypygi, Uropygi, Schizomida, Palpigradi, Ricinulei and Sollfugae. Csiro Publishing, Collingwood, Australia, 385 pp.</ref>. Geralmente são indivíduos pequenos (de 1 a 3 cm) e podem ser encontrados em florestas, cavernas e na cidade.
No Brasil 1021 espécies de ''Charinus'' já foram descritas nos estados da Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Norte, Rondônia e São Paulo<ref>Miranda, G.S. & Giupponi, A.P.L. (2011) A new synonthropic species of Charinus Simon, 1892 from Brazilian Amazônia and notes on the genus (Arachnida: Amblypygi: Charinidae). Zootaxa, 2980, 61–68.</ref>.
 
== Espécies ==
* ''C. brescoviti'' Giupponi & Miranda, 2016 - '''Brasil''', Amazonas
* ''C. bromeliaea'' Jocque & Giupponi, 2012 - Guiana Francesa
* ''C. bruneti'' Teruel & Quest, 2011 - Saint Barthélemy
* ''C. camachoi'' (González-Sponga, 1998) - Venezuela
* ''C. catingae'' Vasconcelos & Ferreira, 2016 - '''Brasil''', Bahia
* ''C. carajas'' Giupponi & Miranda, 2016 - '''Brasil''', Pará
* ''C. caribensis'' (Quintero, 1986) - Jamaica.
* ''C. insularis'' Banks, 1902 - Ilhas Galápagos, Peru
* ''C. ioanniticus'' (Kritscher, 1959)
* ''C. iuiu'' Vasconcelos & Ferreira, 2016 - '''Brasil''', Bahia
* ''C. jiboassu'' Vasconcelos, Giupponi & Ferreira, 2014 - '''Brasil''', Minas Gerais
* ''C. koepckei'' Weygoldt, 1972 - Peru
* ''C. schirchii'' (Mello-Leitão, 1931) - '''Brasil''', Rio de Janeiro
* ''C. seychellarum'' Kraepelin 1898
* ''C. sillami'' Réveillion & Maquart, 2015 - French Guiana
* ''C. socotranus'' Weygoldt, Pohl & Polak, 2002
* ''C. stygochthobius'' Weygoldt and Van Damme, 2004
43

edições