Diferenças entre edições de "Crux"

11 bytes adicionados ,  11h33min de 4 de março de 2016
crux
(crux)
(crux)
progressivamente levando Crux a ser visível apenas em latitudes mais próximas do equador, perdendo-se o conhecimento da sua existência para a cultura europeia.<br />
A atribuição da autoria da constelação não é consensual,<ref>{{citar web|paginas=190-199|url=http://cvc.instituto-camoes.pt/bdc/pensamento/astronomialusiadas/|título=A Astronomia de "Os Lusíadas"|acessodata=6 de Agosto de 2013|autor=Luciano Pereira da Silva|ano =1972 |volume =Cap IX |editora =Instituto Camões |formato =PDF}}</ref> no entanto a primeira descrição e reprodução desta figura celeste surge em 1500, [[Carta do Mestre João|numa carta]] de [[Mestre João]]. Apesar disso, alguns investigadores atribuem-na a [[Américo Vespúcio]] (em 1501 ou 1503),<ref>{{citar web|paginas=82|url=http://books.google.pt/books?id=tLMXiFhTnRYC&lpg=PP1&pg=PA82#v=onepage&q&f=false|título=The Cambridge Guide to the Constellations|acessodata=6 de Agosto de 2013|autor=Michael E. Bakich|língua=inglês}}</ref> [[Andrea Corsali]] (em 1515 ou 1516),<ref>{{citar web|paginas=12-14|url=http://books.google.pt/books?id=fJtp27II6lYC&lpg=PP1&pg=PA12#v=onepage&q&f=false|título=Treasures of the Southern Sky|acessodata=6 de Agosto de 2013|autor=Robert Gendler, Lars Lindberg Christensen, David Mali|língua=inglês}}</ref><ref name="Múltipla">{{citar web|url=http://www.ianridpath.com/startales/crux.htm|título=Star Tales - Crux|acessodata=6 de Agosto de 2013|autor=Ian Ridpath|língua=inglês}}</ref> ou até ao navegador português e fervoroso [[católico]] [[Pedro Fernandes de Queirós]], em 1608.<ref>[http://aeiou.expresso.pt/historia-documentos-do-navegador-pedro-fernandes-de-queiros-vao-a-leilao-na-australia=f665955 História: Documentos do navegador Pedro Fernandes de Queirós vão a leilão na Austrália]</ref><br />
A primeira vez que constou de uma representação global do céu do hemisfério Sul com as constelações correspondentes foi num globo celeste de [[Petrus Plancius]] em 1589, no entanto, numa área totalmente distinta da realidade.<ref name="Múltipla" /> Num novo globo celeste produzido em finais de 1597 ou princípios de 1598, Plancius corrigiu o erro, reproduzindo a figura de forma fidedigna.<ref>{{citar web|url=http://www.atlascoelestis.com/desu%20Plancius.htm|título=Le Constellazione di Petrus Plancius|acessodata=6 de Agosto de 2013|autor=Felice Stoppa|obra= Atlas Coelestis|língua=italiano}}</ref><ref name="Múltipla" />vida como e
 
==Localização e motivos de interesse==
Utilizador anónimo