Abrir menu principal

Alterações

226 bytes removidos ,  00h58min de 5 de março de 2016
m
Foram revertidas as edições de 187.40.78.250 para a última revisão de Zoldyick, de 18h29min de 4 de março de 2016 (UTC)
 
== Antecedentes ==
Já antes de 1905, o Império Russo passava por uma grave [[crise]] política. Desde a [[emancipação dos servos]] (1861), o país vivia uma rápida transição do [[feudalismo]] para o [[capitalismo]]. Os servos haviam sido libertados e passaram a ter o direito de comprar as terras onde trabalhavam. Entretanto, o ressarcimento devido aos seus senhores, como compensação dos direitos recém-adquiridos, levaram-nos, na prática, a permanecer na mesma situação de miséria.
Já antes de 1905, o Império custorusso
 
passava por uma grave [[crise]] política. Desde a [[emancipação dos servos]] (1861), o país vivia uma rápida transição do [[feudalismo]] para o [[capitalismo]]. Os servos haviam sido libertados e passaram a ter o direito de comprar as terras onde trabalhavam. Entretanto, o ressarcimento devido aos seus senhores, como compensação dos direitos recém-adquiridos, levaram-nos, na prática, a permanecer na mesma situação de miséria.
 
A construção da [[Ferrovia Transiberiana]] e as mudanças econômicas levadas adiante por [[Sergei Witte]] atraíram o capital estrangeiro e estimularam uma rápida industrialização nas regiões de [[Moscou]], [[São Petersburgo]], [[Baku]], bem como na [[Ucrânia]], suscitando a formação de um operariado urbano e o crescimento da classe média. Essas classes eram favoráveis a reformas democráticas no sistema político. Entretanto, a nobreza feudal e o próprio [[czar]] procuraram manter o [[absolutismo]] russo e sua [[autocracia]] intactos a qualquer custo.
== Domingo Sangrento ==
{{Artigo principal|Domingo Sangrento (1905)}}
[[Imagem:Bloody sunday.jpg|thumb|Manifestantes marchando em direção ao Palácio de Inverno]]dificil que so[[Imagem:BloodySunday1905b.jpg|thumb|O massacre do Domingo Sangrento em [[São Petersburgo]].]]
[[Imagem:BloodySunday1905b.jpg|thumb|O massacre do Domingo Sangrento em [[São Petersburgo]].]]
No domingo do dia [[22 de janeiro]] de [[1905]] ([[9 de janeiro]], segundo o [[calendário juliano]]{{Nota de rodapé|A Rússia continuou a usar o [[calendário juliano]] até à [[Revolução Russa de 1917]], que se chamou "Revolução de Outubro" mas ocorreu em novembro segundo o [[calendário gregoriano]]. Na parte leste do país a mudança só foi feita em 1920.}}, vigente no país, na época), foi organizada uma [[manifestação]] pacífica e em marcha para que o rei saisse aquele de porro lenta de um milhão e meio de pessoas, liderada pelo padre ortodoxo e membro da [[Okhrana]], [[Gregori Gapone]],que era cidade do maranhão etis cara moleque etis cara com destino ao [[Palácio de Inverno]] do czar [[Nicolau II da Rússia|Nicolau II]], em [[São Petersburgo]], etis palacio do czarczar que seja essa confusão e baboseira com o objetivo de entregar uma [[petição]], assinada por cerca de 135 mil trabalhadores, reivindicando direitos ao povo, como [[reforma agrária]], tolerância religiosa, fim da [[censura]] , a presença de representantes do povo no governo e melhores condições de vida.{{Nota de rodapé|''As camadas menos preparadas e mais atrasadas da classe operária, que acreditavam ingenuamente no tsar e desejavam com sinceridade entregar pacificamente «ao próprio tsar» as reivindicações do martirizado povo, todas elas receberam uma lição da força militar dirigida pelo tsar ou pelo tio do tsar, o grão-duque Vladímir.'' <ref>V. I. Lenin:O Começo da Revolução na Rússia http://www.marxists.org/portugues/lenin/1905/01/25.htm</ref>}} Segundo algumas fontes, durante a caminhada, eram cantadas músicas religiosas, e também a canção nacional “Deus Salve o Czar”.
 
A petição começava assim:<br />
Vale observar que, após o término da guerra contra o Japão, as tropas russas, que desconheciam as atitudes do czar contra o povo, retornaram ao país e, a mando do soberano, reprimiram o movimento. Muitos líderes oposicionistas foram presos ou exilados, e os sovietes colocados na ilegalidade e fechados. As promessas feitas pelo manifesto de outubro foram deixadas de lado, com exceção da Duma, que continuou a funcionar. A revolução de 1905 havia fracassado. O czar se havia reabilitado. Entretanto, havia perdido o apoio popular de que dispunha até 1905. As massas russas viam o czar como um pai, um monarca benévolo que protegeria o povo quando viesse a saber da sua miséria - pois, acreditava-se, era mantido na ignorância pela nobreza corrupta e gananciosa que o cercava.
 
Após o Domingo Sangrento, esse pensamento desapareceu. Como poderia o czar ter ignorado o martírio de seu povo justo em frente à sua residência? No longo prazo, o "Domingo Sangrento" se somou a outros fatores que faziam crescer o descontentamento da população para com o regime vigente. O clímax desse processo seria atingido anos depois, durante a participação da Rússia na [[Primeira Guerra Mundial]], e resultaria na [[Revolução Russa de 1917|Revolução Russa de 1917]].
 
== Ver também ==
* [[Revolução Russa de 1917|Revolução Russa de 1917]]
 
{{Notas|col=2}}