Brás de Sebaste: diferenças entre revisões

12 bytes adicionados ,  7 de março de 2016
sem resumo de edição
{{Info/Santos
|nome = São Brás
|data_nascimento = [[264]] d.C.
|local_nascimento = ?
|data_morte = {{morte|||316}}
'''São Brás''' (c. [[264]] {{mdash}} c. [[316]]) foi um [[mártir]], [[bispo]] e [[santo]] [[católico]] que viveu entre o séculos [[século III|III]] e [[século IV|IV]] na [[Armênia]].
 
Ficou conhecido porque retirou com a mão um [[espinho]] da [[garganta]] de umaduma criança. Por esse motivo, é [[padroeiro]] das doenças da garganta e, no dia de sua celebração ema [[3 de fevereiro]], nas cidades da [[Espanha]];, [[Campanário (Ribeira Brava)]] e algumas da [[América Latina]], as mães levam os filhos para benzerem a garganta.
 
Foi capturado pelos [[Império Romano|romanos]] e decapitado no ano [[316]], sendo enterrado na cidade de [[Sebaste (Sivas)|Sebaste]].
 
De acordo com entrada no Dicionário dos Santos, de [[Donald Attwater]] (Dicionário dos Santos, Donald Attwater. Círculo do Livro, São Paulo, 1983), "em [[Sivas|Sebaste]], na Armênia, parece ter existido um bispo chamado Brás que foi martirizado, provavelmente no tempo de [[Licínio]]. O relato tradicional de sua vida, no entanto, é ''muito posterior'' e dá ênfase excessiva a acontecimentos maravilhosos e a torturas, ''sem se referir a fatos históricos''."
 
Seu culto se expandiu, tanto no Oriente quanto no Ocidente, a partir do século VIII, invocando-se suas bênçãos para doentes e animais por associação aos milagres que lhe foram atribuídos.
Seus emblemas são um rastelo (ancinho) ou duas velas cruzadas.
Utilizador anónimo