Seppômen: diferenças entre revisões

34 bytes adicionados ,  14h33min de 9 de março de 2016
m
Página marcada como sem notas, usando FastButtons
m (Página marcada como sem notas, usando FastButtons)
{{sem notas|data=março de 2016}}
[[Imagem:Motoki_br_Seppomen_Fig03_c_SeppomenIndication.jpg|thumb|420px|Conceito de seppômen]]
O mapa de '''seppômen''' é um método para reconstituir virtualmente a paleo-geomorfologia aproximada a partir do mapa topográfico. Este termo é originado do idioma japonês significando o plano com o contato com pontos culminantes. Há tradução em inglês summit level map, porém pouco divulgada. O método é eficiente para reprodução de [[peneplanície elevada]] e [[edifício vulcânico]] erodido e, portanto vêm sendo utilizado principalmente por [[geógrafo]]s e [[geólogo]]s do [[Japão]] para pesquisas de origem de relevos de regiões sob influência de movimentos verticais de [[falha ativa]], [[vulcão]] e [[caldeira vulcânica]] (e.g. Nakayama & Kumamoto, 2002; Sato & Raim, 2004). Essa técnica foi introduzida ao Brasil por Motoki (1988) e Motoki et al. (1988).
90 247

edições