Diferenças entre edições de "Afonso I do Congo"

21 bytes adicionados ,  20h05min de 12 de março de 2016
sem resumo de edição
'''Mvemba a Nzinga''' ou '''Nzinga Mbemba''' (''[[Circa|ca.]]'' 1456–1542 ou 1543)<ref>''The Encyclopedia of African-American Heritage'', por Susan Altman. Capítulo M, página 181.</ref>, também conhecido como '''Rei Afonso I''', foi um governante do [[Reino do Kongo]] na primeira metade do século XVI. Ele reinou sobre o Império do Kongo de 1509 até 1542 ou 1543.
== Biografia ==
 
== Biografia ==
=== Antes de reinar ===
Nascido com o nome de Nzinga Mbemba, filho do [[manicongo]] [[João I do Kongo|João I]], e batizado com o nome cristão de Afonso. Segundo o próprio relato de Afonso, seu pai renegou o cristianismo até o final de seu reinado, depois de ter enfrentado a rebelião de seu primo, Nzinga Mpangu, quem havia se revoltado descontente com disposições da moral cristã que era propagada por missionários portugueses, especialmente a [[monogamia]].<ref name="bertaux">[[:es:Pierre Bertaux]]. ''África: desde la prehistoria hasta los estados actuales''. (em espanhol) Coleção ''Historia Universal Siglo XXI'', volume 32, 19ª edição, México, [[:es:Siglo XXI Editores]], 2001. <small>[[ISBN]] [[:es:Especial:FuentesDeLibros/9682302293|9682302293]].</small></ref>
 
Afonso, pelo contrário, converteu-se em um cristão devoto, e iniciou sua vida política designado por seu pai a governar a província do norte de [[Nsundi]], localizada às margens do [[Rio Congo]], a meio caminho das atuais cidades de [[Kinshasa]] e [[Matadi]]. Ali o seu mandato foi bem sucedido, estendendo as fronteiras da província para o norte do rio. As intrigas na corte fizeram com que o rei duvidasse de seu filho e tirasse dele o governo de Nsundi, ainda que depois Afonso tenha recuperado a confiança do pai e a província lhe tenha sido devolvida.
Utilizador anónimo