Diferenças entre edições de "Desenho arquitetônico"

5 bytes adicionados ,  19h02min de 14 de março de 2016
Etiqueta: Edição via aplic. móvel
O desenho começou a ser usado como meio preferencial de representação do projeto arquitetônico a partir do [[Renascimento]]. Apesar disso, ainda não havia conhecimentos sistematizados de [[geometria descritiva]], o que tornava o processo mais livre e sem nenhuma normatização.
 
Com a [[Revolução Industrial]]obra
Com a [[Revolução Industrial]], os projetos das [[máquina]]s passaram a demandar maior rigor e precisão e consequentemente os diversos projetistas necessitavam agora de um meio comum para se comunicar e com tal eficiência que evitasse erros grosseiros de execução de seus produtos. Desta forma, instituíram-se a partir do [[século XIX]] as primeiras normas técnicas de [[representação gráfica]] de projetos, as quais incorporavam os estudos feitos durante o período de desenvolvimento da geometria descritiva, no século anterior. Por este motivo, o desenho técnico (e, portanto, o desenho de arquitetura) era naquele momento considerado um recurso tecnológico imprescinível ao desenvolvimento econômico e industrial.
 
A normatização hoje está mais avançada e completa, embora o desenho arquitetônico tenha passado a ser executado predominantemente em ambiente [[CAD]] (ou seja, em formato digital). Por outro lado, para grande parte dos profissionais, o desenho à mão ainda é a [[génese]] e o principal meio para a elaboração de um [[projeto]].
Utilizador anónimo