Diferenças entre edições de "Oligopólio"

3 004 bytes adicionados ,  15h22min de 21 de março de 2016
Desfeita a edição 45130725 de 201.55.31.236
(O termo Nova Ordem Mundial tem sido empregado em vários momentos da história para indicar um rompimento radical na forma e conteúdo como estão organizadas as relações internacionais entre as nações. A nova ordem mundial existente em nossos dias (p)
(Desfeita a edição 45130725 de 201.55.31.236)
O lucro económico, que se atinge neste tipo de mercados varia do curto para o longo prazo.
 
Enquanto no curto prazo o lucro poderá ser positivo, superior à melhor aplicação alternativa, no longo prazo esta situação apenas se manterá se estivermos num mercado oligopolista dominado por cartel, caso contrário o lucro sera 0, uma vez que o lucro positivo levaria a possibilidade de entrada de novos concorrentes.<ref name="multipla-1" />{{referências}}
 
O termo '''Nova Ordem Mundial''' tem sido empregado em vários momentos da história para indicar um rompimento radical na forma e conteúdo como estão organizadas as relações internacionais entre as nações.
 
A nova ordem mundial existente em nossos dias (pois, como já foi dito, houve outras "novas ordens mundiais" anteriores) caracteriza-se pela unipolaridade, o controle dos destinos do mundo por uma única superpotência, sobrevivente da Guerra Fria, os Estados Unidos, sendo este apoiado por potências menores porém ainda influentes (Europa e Japão).
 
'''Multinacionais ou transnacionais''', antigamente tidas como Multinacionais, são empresas que possuem suas matrizes em um país e atuam, seja através da produção ou venda de seus produtos, em outras nações. 
 
Exemplos de transnacionais e seus produto/áreas de atuação: 
 
01 - Microsoft: sistemas operacionais; 
 
02 - Coca-Cola: bebidas; 
 
03 - General Motors: automotores; 
 
04 - Adidas: calçados; 
 
05 - Nokia: aparelhos celulares; 
 
'''Monopólio''' é a '''exploração sem concorrente de um negócio ou indústria, em virtude de um privilégio.''' É a posse ou o direito em caráter exclusivo. Ter o monopólio é possuir ou desfrutar da exploração de maneira abusiva''', é vender um produto ou serviço sem concorrente, por altos preços.'''  A legislação comercial brasileira proíbe a criação de monopólios e práticas monopolistas nos diversos setores da economia.
 
'''Exemplos: '''Principais práticas monopolistas (tipos de monopólio)''''''
 
'''Cartel'''
 
Empresas de um mesmo setor se unem para adotar práticas comerciais de comum acordo, visando estabelecer preços, dividir mercado e controlar matérias-primas.
 
'''Truste'''
 
Ocorre a partir da união ou fusão de empresas. Tem como objetivo a adoção de práticas econômicas que visam aumentar os lucros através, principalmente, do aumento de preços de seus produtos e serviços.
 
'''''Holding'''''
 
Num grupo de empresas, uma delas domina o grupo através de controle acionário. A empresa controladora geralmente não produz, mas apenas faz a gestão financeira e centraliza a administração. Assim, a ''holding'' controla o capital das subsidiárias, favorecendo a concentração do capital.
 
'''Oligopólio''' é um sistema que faz parte da '''economia política''' que caracteriza um mercado onde existem '''poucos vendedores para muitos compradores'''. Talvez o maior exemplo de oligopólio no Brasil seja o mercado de telecomunicações, no qual poucas empresas controlam o mercado. No caso da telefonia móvel, a fusão das empresas TIM e Vivo consistiu no primeiro oligopólio nesta área do mercado.
 
Um oligopólio é caracterizado por:
 
Um estado de hegemonia, em que existe a luta para alcançar a supremacia total;
 
Inflexibilidade de preços: os preços em vigor são estabilizados, sendo evitada a competição;
 
Predominância dos preços, sendo que todos os vendedores aceitam os preços estabelecidos;{{referências}}
 
=={{Ver também}}==