Abrir menu principal

Alterações

2 372 bytes removidos ,  20h08min de 21 de março de 2016
trabalho
{{História de Israel}}
O '''sionismo''' ({{lang-he | ציונות}} ''Tsiyonut'') é um movimento político e filosófico que defende o direito à [[autodeterminação]] do [[povo judeu]] e à existência de um [[Estado nacional]] judaico independente e soberano no território onde historicamente existiu o antigo [[Reino de Israel]] (''[[Eretz Israel]]'').
 
 
Os críticos do sionismo o consideram como um movimento [[Colonialismo | colonialista]] ou [[racismo|racista]].<ref>Nações Unidas A/RES/3379 (XXX) 10 de novembro de 1975. [http://unispal.un.org/UNISPAL.NSF/0/761C1063530766A7052566A2005B74D1 ''Resolution adopted by the General Assembly on the report of the Third Committee (A/10320) 3379 (XXX). Elimination of all forms of racial discrimination'']. A [[Resolução 3379 da Assembleia Geral das Nações Unidas|Resolução 3379]] determina que o sionismo é uma forma de racismo e de discrimação racial. Foi anulada pela Resolução 4686 da Assembleia Geral de 16 de Dezembro de 1991.</ref> Os sionistas rebatem essas críticas, identificando o [[antissionismo]] com o [[antissemitismo|antissemitismo]].<ref>[http://www.guardian.co.uk/world/2003/nov/29/comment Anti-Zionism is anti-semitism], por Emanuele Ottolenghi. ''[[The Guardian]]'', 29 de novembro de 2003.</ref><ref>Institute for Global Jewish Affairs. ''Jewish Political Studies Review'' 16:3-4 (Fall 2004). [http://jcpa.org/phas/phas-wistrich-f04.htm Anti-Zionism and Anti-Semitism], por Robert Wistrich.</ref>
 
== Terminologia ==
O termo "sionismo" é derivado da palavra "Sion" ({{lang-he-n|ציון}}), que, em hebraico, quer dizer elevado. Originalmente, Sião ou Sion era o nome de uma das colinas que cercam a [[Terra Santa]], onde existiu uma fortaleza de mesmo nome. Durante o reinado de [[David]], Sião se tornou um [[sinônimo]] de [[Jerusalém]] ou da [[Terra de Israel]]. Em muitas passagens bíblicas, os [[Judeus|israelitas]] são chamados de "filhos (ou filhas) de Sião".
 
No [[Isaías|Livro de Isaias]], o nome de Sião figura diversas vezes como equivalente para todo aquele que crê no Deus de Israel: ''Por amor de Sião não me calarei, e por amor de Jerusalém não me aquietarei, até que saia a sua justiça como um resplendor, e a sua salvação como uma tocha acesa'' (Isaias, 62-1).
 
== História do sionismo ==
O chamado "sionismo moderno" articulou-se e desenvolveu-se especialmente a partir da segunda metade do século XIX, em especial entre os judeus da [[Europa Central]] e do [[Leste Europeu]], que viviam sob a pressão das perseguições e [[pogroms|massacres sistemáticos]] provocados pelo [[antissemitismo]] crônico destas regiões.
 
[[Imagem:Herzl.jpg|upright=0.9|thumb|esquerda|'''Theodor Herzl''' (1860 – 1904), Fundador do sionismo moderno]]
O século XIX foi uma época de irrupções [[nacionalista]]s em todo mundo. [[Gregos]], [[italianos]], [[poloneses]], [[alemães]] e sul-americanos, entre outros, estabeleceram seus movimentos nacionais em busca de singularidade política, étnica e cultural. Seguindo estes modelos, o sionismo foi o mais recente dos processos de renascença nacional a despertar na Europa.
 
 
Para os sionistas revisionistas, o Estado Judeu só seria viabilizado com a organização dos judeus em frentes paramilitares que combatessem, simultaneamente, a presença britânica na Palestina (a partir de 1917) e a resistência armada dos árabes muçulmanos da Palestina, que vinham atacando pessoas e propriedades dos sionistas. Os [[Revisionismo (marxismo)|revisionistas]] também combatiam os socialistas, pois pregavam uma ideologia liberal-democrática (contrária ao [[marxismo]]) dentro da Organização Sionista e a defendiam para o futuro Estado Judeu.
 
=== O sionismo religioso ===
{{Artigo principal|[[Sionismo religioso]]}}
*
 
== Pensadores sionistas ==
São conhecidos por esse nome personalidades que, com suas obras e artigos colaboraram com a estruturação do sionismo como ideologia de formação de um Estado Judeu nos mais diferentes formatos.
 
Além disso, os pensadores sionistas serviram (e servem) como eixo orientador das comunidades ao redor do mundo, e como referências para seus seguidores. Isso não descarta a importância de autores como Leon Pinsker, considerado um pré-sionista.
 
Diversas correntes de pensamento são importantes para a compreensão do sionismo atual. [[Achad Haam]], por exemplo, foi o criador de uma visão peculiar do sionismo, mas que é intimamente ligada aos dias atuais. Há ainda [[Rav Kook]], com o sionismo religioso.
 
Relativamente às criticas dirigidas ao sionismo, de que seria um movimento de cunho racista, seus defensores defendem-se alegando que o sionismo não é doutrinariamente unificado e coeso, possuindo diversas versões divergentes umas das outras. Além disso, alguns também discordam afirmando que palestinos e judeus não são racialmente distintos, e assim não se aplicaria o termo já que a discriminação não se funda na raça.
 
=== O antissionismo ===
{{Artigo principal|[[Antissionismo]]}}
 
{{referências|col=2}}
 
== Ligações externas ==
* {{Link|en,he|2=http://www.zionistarchives.org.il |3=Arquivos Centrais Sionistas em Jerusalém. Coleção da WZO}}
 
[[Categoria:Sionismo| ]]
Utilizador anónimo