Abrir menu principal

Alterações

206 bytes removidos, 16h13min de 26 de março de 2016
sem resumo de edição
{{principal|Superman em desenhos animados}}
[[Imagem:Superman 2 Mechanical Monsters 1941.ogv|thumb|Um episódio de 1941.]]
Entre [[1941]] e [[1942]], Superman teve 17 desenhos animados de curta metragem para o cinema, feito pelos estúdios [[Max Fleischer]], de Max e Dave Fleischer, , com a voz de Bud Collyer, o Super-Homem da versão radiofônica, e distribuídos pela [[Paramount Pictures]]. Foi o primeiro super-herói adaptado para o meio. No Brasil, receberam títulos como Super-Homem, O Autobala, O Terremoto Elétrico, O Vulcão, A Mão Infalível, Sabotagem e Cia., O Segredo da Múmia, com a voz de Bud Collyer, o Super-Homem da versão radiofônica, transmitida pela Rádio Mutual Network<ref name="Mattos">{{cite book
| last = Mattos
| first = A. C. Gomes de
| pages = 40-41
| chapter = Os Grandes Seriados do Cinema: Os Super-Heróis
}}</ref>. Entre 1966 a 69, o Superman teve seu próprio desenho animado pela [[Filmation]], "The [[New Adventures of Superman]]". De 1973 a 1984, o desenho animado [[Superamigos]] mostrava Superman como membro efetivo do grupo. Em [[1987]], a [[Ruby Spears]] produziu uma série de 13 desenhos animados para televisão, Superman.
 
Em [[1996]], foi produzida pela Warner Bros. Animation a série ''[[Superman: The Animated Series]]'', dos mesmos criadores de ''[[Batman: The Animated Series]]'', [[Paul Dini]] e [[Bruce Timm]]. Com [[Tim Daly]] dublando o protagonista, a série foi aclamada pela crítica e pelo público como a melhor série já feita do Superman, ganhando inúmeros prêmios, inclusive um Emmy. Superman também aparece nos desenhos ''[[Justice League]]'' e ''[[Justice League Unlimited]]'' (dublado por [[George Newbern]]) e [[Legião dos Super-Heróis]] (dublado por [[Yuri Lowenthal]]).
 
=== [[Seriados]] ===
{{Artigo principal|Clark Kent (Smallville)}}
[[Imagem:Stamp Day for Superman.jpg|thumb|esquerda|250px|George Reeves como Super-Homem.]]
Em [[1948]] e [[1950]], o personagem estrelou em dois seriados para cinema, interpretado por [[Kirk Alyn]]: ''[[Superman (1948)|Superman]]'' e ''[[Atom Man vs Superman]]''. Em [[1951]], [[George Reeves]] estrelou ao lado de [[Phyllis Coates]] no primeiro longa-metragem do Homem de Aço, ''"Superman and the Mole-Men"'', estréia [[23 de Novembro]], junto com a primeira temporada do seriado na TV. Entre 23 de Novembro de 1951<ref>[http://www.imdb.com/title/tt0506642/ ''"The Unknown People: Part I"], Season 1, Episode 25'': Primeiro episódio de Superman para TV inciou pelo episódio nº25, em 23/11/1951</ref> a 28 de abril de [[1958]] (6º temporada, episódio nº13),<ref>[http://www.imdb.com/title/tt0506551/ ''"All That Glitters"], Season 6, Episode 13'': Último episódio de Superman para TV por George Reeves, 28/4/1958</ref> George Reeves estrelou em 104 episódios para a televisão, que só terminou com a morte de Reeves.<ref>[http://www.imdb.com/name/nm0001660/ IMDB.com "Adventures of Superman": 1951-1958''] por George Reeves.</ref> George estrelou em seis temporadas originais (1951 a 1958), para TV, do seriado, "'''Aventuras de Superman'''". A primeira temporada testava o mercado com dois episódio. O seriado na TV, iniciou simultaneamente com a estréia do longa metragem nos cinemas, ''"Superman and the Mole-Men"'' (1951),<ref>[http://www.imdb.com/title/tt0044091/ IMDB.com: ''"Superman and the Mole-Men" (1951)''] com George Reeves, nos cinemas, simultaneamente com sua primeira temporada na televisão</ref> para promover o longa metragem. O resultado na TV foi positivo e a produção continuou a rodar o seriado a partir do primeiro episódio, ''"Superman on Earth"'' ("Superman na Terra"), em Janeiro de [[1952]], com a mesma atriz, Phyllis Coates, junto a Reeves, durante toda a primeira temporada. Por este motivo, o primeiro episódio só aparece no ano seguinte depois que a primeira temporada já havia iniciada.Entre [[1988]] até [[1992]] foi exibida uma série intitulada de [[Superboy]],
A história, que também contribuiu Reeve era sobre o desarmamento nuclear no mundo, porque neste Superman quer fazer algo realmente significativo com seus poderes, embora deve enfrentar o Homem Nuclear, criação de Lex Luthor, e assim, embora bem-intencionado, o filme não tivera o impacto desejado, então a Warner decidiu dar um hiato na série.
 
=== Spin-off: Supergirl===
====Supergirl====
{{Artigo principal|[[Supergirl (filme)]]}}
Lançado em 1984, sua personagem principal é a prima do super-herói Superman (ou Super-Homem), interpretada por [[Helen Slater]]. Foi produzido no embalo do sucesso dos filmes do último filho de Kripton pelo produtor [[Ilya Salkind]].
Na história, Kara-El vem à Terra e se disfarça como Linda Lee para tentar recuperar o Omegaheadron, a fonte de energia de seu atual planeta. O objeto, porém, está nas mão da bruxa Selena (interpretada por Faye Dunaway), que tenta utilizá-lo para conquistar o mundo.
 
=== Propostas para um novoQuinto filme ===
==== SupermanProjetos 5 (rascunho, 1992)abortados ====
A [[Cannon Pictures]] planejou usar os 44 minutos cortados de ''Quest for Peace'' para fazer um quinto filme, produzido por Alexander Salkind, dirigido por Albert Pyun e possivelmente lançado em 1992, mas o projeto foi cancelado.
Superman 5, seria produzido por Alexander Salkind, e sairia sob a direção de Albert Pyun em 1992 e utilizaria 44 minutos cortados a partir do quarto filme, mas foi cancelado. O roteiro foi escrito por Mario Puzo, co-autor do primeiro filme.
 
Anos mais tarde, a Warner investiu em um novo filme inspirado na série [[A Morte de Superman]], ''Superman Reborn'', que seria dirigido por [[Tim Burton]] e estrelado por [[Nicolas Cage]], com possível lançamento para 1998. O primeiro roteiro foi escrito por Jonathan Lemkin, mas Warner achou o roteiro muito parecido com o de ''[[Batman Forever]]'' e, portanto, pediu para Gregory Poirier para reescrevê-lo. Embora satisfeita com a nova versão , a Warner Bros. pediu para [[Kevin Smith]] para escrever um terceiro, rebatizado ''Superman Lives''. Mais uma vez, o roteiro passa pelas mãos de vários escritores, sem nunca receber a aprovação da Warner Bros, incluindo as questões orçamentais.
==== Superman Reborn (1993-1995) ====
Superman Reborn foi um projeto de filme abandonado. Seu lançamento estava programado em 1998. O roteiro foi escrito por Jonathan Lemkin. Mas Warner Bros. achou o roteiro muito parecido com o de [[Batman Forever]] e, portanto, pediu para Gregory Poirier para reescrevê-lo. Embora satisfeito com este segundo cenário, a Warner Bros. pediu para Kevin Smith para escrever um terço, antes de cancelar o projeto.
 
Apesar das diferenças o script para o filme era sobre a morte e ressurreição de Superman. Apocalipse, Brainiac e o Projeto Cadmus seriam os vilões do filme.
 
==== Superman Lives(1996-1998) ====
Kevin Smith nomeou o projeto dele Superman Lives. Os vilões seriam Lex Luthor, Brainiac e Apocalipse. Robert Rodriguez foi planejado para fazer o filme, mas preferiu dirigir [[The Faculty]]. Warner Bros. em seguida, propôs a Tim Burton, que aceitou. Mais uma vez, o cenário passa pelas mãos de vários escritores, sem nunca receber a aprovação da Warner Bros, incluindo as questões orçamentais.
 
Na [[década de 2000]], outros dois projetos infrutíferos de Superman foram discutidos na Warner, ''Batman Vs. Superman'', dirigido por [[Wolfgang Petersen]], e ''Superman: Flyby'', um recomeço da série que teve [[McG]], [[J.J. Abrams]] e [[Brett Ratner]] considerados para a direção.
=== A série retomada ===
 
{{Artigo principal|[[Superman Returns]]}}
 
Em 2006, um novo filme do Superman sai nos cinemas: ''[[Superman Returns]]'', dirigido por Bryan Singer. Singer decidiu fazer uma continuação que ignoraria o terceiro e quarto filmes. [[Brandon Routh]] assumiu o papel-título. Kevin Spacey, que estava no projeto de Tim Burton finalmente consegue o papel de Lex Luthor.
 
Depois de anos de rumores terem circulado centenas de nomes de diretores e atores Bryan Singer finalmente dirige Brandon Routh no papel-título. Kevin Spacey, que estava no projeto de Tim Burton finalmente consegue o papel de Lex Luthor.
 
Superman Returns foi lançado em 2006 e alcançou críticas muito positivas da maioria da imprensa de entretenimento. Neste, o quinto filme da saga iniciada por Richard Donner considera apenas os dois primeiros filmes produzidos, ignorando as terceira e quarta partes.