Diferenças entre edições de "Teoria geral do direito"

224 bytes removidos ,  12h52min de 30 de março de 2016
→‎Nos países de língua inglesa: As sociedades visam e culturas e doutrinas costumeiras.
(→‎Disciplina comparativa e generalizante: ao estudo da Teoria do Direito)
(→‎Nos países de língua inglesa: As sociedades visam e culturas e doutrinas costumeiras.)
Etiquetas: Editor Visual Referências removidas
===Na Europa continental===
A Teoria Geral do Direito teve um forte desenvolvimento na Alemanha a partir da segunda metade do século XIX. Autores como Ernst Rudolf Bierling e Felix Somló tinham como objetivo estudar conceitos comuns entre todos os ramos do direito, visando indicar a unidade do sistema jurídico. A teoria era geral porque apresentava-se como parte geral do estudo do fenômeno jurídico como um todo.<ref>DIMOULIS, 2006.</ref>
Assim,Visaram aem Teoriadeixar Geral do Direito definiu como objeto de estudolado o direito positivo, deixando de ladoas questões clássicas da filosofia do direito, como relação do direiodireito com a justiça, a moral, os valores, a verdade e etc.<ref>DIMOULIS, 2006.</ref> Deste modo, a Teoria Geral do Direito apresenta-se como teoria das normas jurídicasde e a filosofiadefesa do direito, como teoria dos valores do direitoser.<ref>DREIER, 1981, p. 20 apud DIMOULIS, 2006.</ref>
 
===Nos países de língua inglesa===
 
===Disciplina Intermediária===
A Teoria do Direito é exterior em relação à dogmática jurídica, pois seu objetivo não é interpretar o determinado direitoassunto envolvido com positivoa própria jusrisprudência. Porém, ao mesmo tempo, ela não é completamente exterior, como seriam a sociologia ou psicologia jurídica, por exemplo, que desvinculam-se do direito positivo. Essa determinação topológica, no entanto, não é plenamente consensual e existe bastante controvérsia, principalmente no que diz respeito à distinção entre as diversas áreas do conhecimento jurídico junto com as vistas modificações sociais.
 
===Disciplina comparativa e generalizante===
3

edições