Ditongo: diferenças entre revisões

19 bytes removidos ,  31 de março de 2016
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 85.240.100.18, com Reversão e avisos.
(Fazendo sexo)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 85.240.100.18, com Reversão e avisos.)
{{Reciclagem|data=janeiro de 2011}}
 
'''Ditongo''' é o nome que se dá à combinação de um som [[Vogal|vocálico]] com um som [[Semivogal|semivocálico]] emitidos num só esforço de voz. O ditongo diferencia-se do [[Hiato (linguística)|hiato]] pelo factofato de este último ser constituído por duas vogais e ser pronunciado na mesma sílaba.
 
Quando a vogal antecede a semivogal denomina-se '''ditongo decrescente'''. Na língua portuguesa temos os seguintes ditongos decrescentes.Ex.:
No caso de ditongos formados por u + i antecedidos de g ou q, a escrita não permite saber se se trata de um ditongo crescente ou de um decrescente, podendo haver uma ambiguidade. Por exemplo, a 3ª pessoa do presente do verbo arguir, ''(ele) argui'' (outrora escrita ''argúi'', com ditongo decrescente), é escrita de forma idêntica à 1ª pessoa do pretérito perfeito, ''(eu) argui'' (outrora ''argüi'', com ditongo crescente). Esta última forma só pode levar acento (''arguí'') se, em vez de ditongo, houver hiato entre o U e o I, porque as regras ortográficas estabelecem que nesses casos o I só leva acento se não formar ditongo com a vogal anterior. Por isso, ''Suíça'' leva acento (U e I não formam ditongo, mas hiato), mas ''linguiça'' não (já que U e I formam ditongo).
 
Observação: qu"em : não é um [[encontro vocálico]], pois não se pronuncia o U. Portanto, é um [[dígrafo]] e não um ditongo.sexo otal e bao d+
 
== Tritongo ==
229 756

edições