Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido ,  23h20min de 4 de abril de 2016
título do filme
Em [[2015]] Ana Cañas lança seu quarto álbum de estúdio intitulado "''[[Tô na Vida]]''", e no dia 6 de julho de 2015 foi lançado o single homônimo do disco<ref>{{citar web|url=http://rollingstone.uol.com.br/noticia/exclusivo-ana-canas-divulga-clipe-para-balada-to-na-vida/#imagem0|título=Exclusivo: Ana Cañas divulga clipe para a balada “Tô Na Vida”|publicado=[[Rolling Stone Brasil]]|data=7 de junho de 2015|acessodata=8 de junho de 2015}}</ref>. Em entrevista Ana Cañas revelou que ''Tô na Vida'' nasceu do desejo de equiparar o som dos discos com a energia do show, no show anterior ''Coração Inevitável'' (2013) possuía um set rock'n'roll que inspirou a cantora a gravar um disco com essa pegada<ref>{{citar web|url=http://www.radiouniversitariafm.com.br/audios/entrevista-de-ana-ana-canas-no-brasil-novos-sons/|título=Entrevista com Ana Cañas no Brasil Novos Sons|publicado=Universitária FM|data=7 de outubro de 2015|acessodata=4 de janeiro de 2016}}</ref>. Esse novo disco também é o primeiro totalmente autoral da cantora.
 
Em [[2016]] a cantora faz a sua estreia no cinema com o filme ''Amores RoubadosUrbanos'' da diretora Vera Egito, Ana interpreta a homossexual Duda que têm problemas de assumir publicamente o seu relacionamento com a namorada<ref>{{citar web|primeiro=Maria|último=Fortuna|url=http://blogs.oglobo.globo.com/gente-boa/post/ana-canas-sobre-drama-de-novo-papel-se-eu-fosse-gay-assumiria-numa-boa.html|título=Ana Cañas, sobre drama de novo papel: 'Se eu fosse gay, assumiria numa boa'|publicado=[[O Globo]]|data=13 de março de 2016|acessodata=15 de março de 2016}}</ref>. Ana Cañas é formada em Artes Cênicas pela [[Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo|ECA-USP]], mas sempre disse não ter vocação nenhuma para atriz<ref>{{citar web|primeiro=Rodrigo|último=Amaral da Rocha|url=http://billboard.com.br/noticias/cantora-ana-canas-vivera-personagem-gay-no-cinema/|título=Cantora Ana Cañas viverá personagem gay no cinema|publicado=[[Billboard Brasil]]|data=26 de fevereiro de 2016|acessodata=15 de março de 2016}}</ref>, mas recebeu o convite da diretora Vera Egito, amiga com quem já trabalhou no DVD e clipe. Quando recebeu o roteiro de sua personagem Ana não sentiu capaz de fazer o papel porque era muito diferente dela, mas Vera queria tanto a participação da cantora que reescreveu a personagem para Ana se sentir mais à vontade<ref>{{citar web|primeiro=Lizandra|último=Pronin|url=http://www.territoriodamusica.com/noticias/?c=41289|título=Ana Cañas e Thiago Pethit estreiam como atores em "Amores Urbanos"|publicado=Território da Música|data=29 de fevereiro de 2016|acessodata=15 de março de 2016}}</ref>.
 
== Discografia ==
Utilizador anónimo