Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido, 22h02min de 5 de abril de 2016
No passado recente, as pesquisas do Projeto [[MKULTRA]] de controle da mente foram realizadas por médicos, psicólogos e vários profissionais da área de saúde em mais de 100 instituições e universidades americanas.
 
Um dos primeiros casos conhecidos de médicos participantes em tortura foi o do médico nazista [[Josef Mengele]], chamado de "Anjo da Morte", que utilizava-se de presos indefesos em [[Campo de concentração|campos de concentração]] no período [[Nazismo|nazista]], notadamente em [[Auschwitz]]. O [[códigoCódigo de éticaÉtica médicaMédica]] recrimina e reprime severamente a prática de tortura.<ref>Josef Mengele [http://www.pbnet.com.br/openline/gvfranca/artigo_7.htm. Josef Mengele.]</ref>
 
No Canadá, na década de 1960, o médico [[Ewen Cameron]], através de recursos fornecidos pela [[Fundação Rockefeller]],<ref>Fundação Rockefeller entre as Instituições Privadas Utilizadas pela CIA ligadas as Pesquisas de Lavagem Cerebral [http://www.raven1.net/anat-1.htm#fn1 New York Times artigo de Nicholas Horrock publicado em 2 de Agosto de 1977 .] em Inglês acesso 28 de Agosto de 2009</ref> trabalhou para a CIA no desenvolvimento de métodos de [[lavagem cerebral]] no Memorial Hospital, afiliado à [[Universidade McGuillMcGill]], em [[Montreal]], se utilizando de seus pacientes como [[cobaia]]s humanas.<ref>Vítimas do psiquiatra Dr. Ewen Cameron, Memorial Hospital, Montreal, Canada, na Corte de Justiça [http://www.timesonline.co.uk/article/0,,2090-1313808,00.html Sunday Times - "Brainwash victims win cash claims" 17 de Outubro de 2004.] em inglês</ref>
 
Mais recentemente, na [[prisão de Guantánamo]], médicos militares estadunidenses estiveram envolvidos em sessões de tortura monitoradas.<ref>Médicos participam em tortura [http://www.primeiralinha.org/destaques6/torturas.htm Primeira Linha.]</ref>